Imagens revelam possível visual inédito para a linha Xiaomi 12

Imagens revelam possível visual inédito para a linha Xiaomi 12

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 19 de Novembro de 2021 às 14h30
LetsGoDigital

Depois de o conhecido leaker Digital Chat Station ter revelado que a linha Xiaomi 12 teria um visual completamente diferente das renderizações que foram divulgadas em rumores anteriores, uma nova patente mostra que os celulares poderão realmente vir com um design inédito.

Módulo de câmeras deverá ser grande, mas não tão espesso como no Mi 11 Ultra (Imagem: LetsGoDigital)

De acordo com a documentação, o módulo de câmera ficará colado na lateral do dispositivo — além disso, ele se destaca pelas grandes dimensões, já que ocupa praticamente metade da altura do painel traseiro do celular. Em compensação, as ilustrações que mostram a lateral do celular indicam que não existirá uma diferença tão grande de espessura na parte das lentes, uma das grandes críticas relacionadas ao Mi 11 Ultra.

As imagens mostram também que o aparelho contará com quatro lentes traseiras alinhadas na vertical, em que a última parece se tratar da câmera periscópica por conta do formato retangular da abertura para entrada de luz. Na frente, o dispositivo possui bordas finas e praticamente simétricas, além de um pequeno furo para a câmera de selfies, deslocado para a parte central — do lado direito ficam os botões de volume e liga/desliga, assim como já acontece na linha Mi 11.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Não existe uma confirmação se a patente é relacionada ao mi 12 padrão, ou à variante Ultra. De qualquer forma, é esperado que o modelo principal da linha venha com sensor primário de 50 MP, além de processador Qualcomm Snapdragon 8 Gen 1 — ou seja, a nova nomenclatura do Snapdragon 898 —, com um núcleo Cortex X2 com clocks a 3.0 GHz para alto desempenho, mais três cores a 2,5 GHz e quatro cores a 1,79 GHz para eficiência energética. A GPU adotada deverá ser a Adreno 730.

Xiaomi pretende liderar venda de smartphones na China

Subsidiária Redmi é importante para planos de expansão da Xiaomi (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Atualmente, a Xiaomi ocupa a quarta colocação na lista de companhias que vendem mais celuares na China, com cerca de 14% da fatia de mercado — o ranking é liderado pela Vivo Mobile com 23%, seguida pela Oppo com 21% e pela Honor com 18%. De qualquer forma, a quantidade de aparelhos comprados no mercado chinês sofreu uma queda de aproximadamente 5% no terceiro trimestre de 2021, com um total próximo a 78,8 milhões de unidades.

O diretor geral da Redmi Lu Weibing recebeu uma ordem clara do fundador da Xiaomi Lei Jun: levar a marca chinesa (e portanto, sua subsidiária) para o primeiro lugar da lista dentro dos próximos três anos. Uma das iniciativas que a companhia deverá tomar em breve é aumentar o número de lojas físicas, já que cerca de 70% das compras de celulares na China acontecem nestes locais — até 2024, a quantidade de pontos de venda da companhia deverá subir de 10 mil para 30 mil.

A série Xiaomi 12 também deverá fazer parte desse projeto, mesmo que aparelhos topos de linha não representem as maiores quantidades de unidades vendidas. A linha deverá ser apresentada de forma oficial já no mês de dezembro, para ter suas vendas impusionadas a partir do início do ano que vem.

Fonte: Gizchina

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.