Huawei Mate 30 Pro não pode mais instalar apps do Google por meio do LZPlay

Por Claudio Yuge | 01 de Outubro de 2019 às 20h20
huawei
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Huawei Mate 30 Pro

Ficha técnica

Desde que a Huawei lançou o Mate 30 e o Mate 30 Proe vendeu mais de um milhão de unidades do primeiro em apenas três horas —, muitos usuários correram para saber se seria possível instalar os apps do Google, pois este é o primeiro produto da chinesa a sofrer com a sanção imposta pelo governo dos Estados Unidos.

O dispositivo vem sem o ecossistema da Gigante de Mountain View embutido, mas bastante gente conseguiu instalá-los e rodá-los normalmente, por meio de um app conhecido como LZPlay — e até já havia várias instruções online para ensinar como fazer isso. Mas, ao que parece, essa “mamata” acabou.

(Imaagem: Reprodução/DxOMark

John Wu, um dos principais pesquisadores de segurança do Android, publicou detalhes sobre uma brecha utilizada pelo LZPlay, que logo em seguida derrubou o site e várias das aplicações distribuídas via APK pararam de funcionar no Mate 30 Pro.

Como funcionava o LZPlay?

De acordo com Wu, o LZPlay usa algumas permissões especiais do Android, encontradas apenas em telefones Huawei, incluindo o direito de instalar outros utilitários como “aplicativos de sistema". Isso foi necessário porque alguns aplicativos do Google vinham embutidos e o Huawei Mate 30 Pro não conta com trechos de códigos de apps da Gigante das Buscas.

Entretanto, isso só poderia ser concedido aos softwares assinados digitalmente pela companhia chinesa. E, para tal, normalmente esses programas precisam passar por um rigoroso processo de revisão — o que não aconteceu. Pior, duas das autorizações concedidas nem mesmo estão documentadas.

Instalações invalidam aparelho no SafetyNet

O SafetyNet é um app de testes do Google para saber se algum aparelho passou por mudanças na root ou tem ROMs customizadas, ou seja, que não possuem aplicações genuínas da companhia no Google Play Services. Alex Dobie, do Android Central, notou que, desde a queda do LZPlay, o utilitário não mais valida seu Mate 30 Pro — mas na semana passada ele passava pela avaliação.

Quando um dispositivo não recebe o selo do SafetyNet, corre o risco de ter vários apps ou atividades deixando de funcionar corretamente. Foi o que aconteceu com Damien Wilde, do 9to5Google, que podia utilizar o Google Pay com o Mate 30 Pro e agora não pode mais.

A situação é um pouco complicada atualmente, pois todo mundo que tem um Android está bastante acostumado a usar tudo do Google — e, como sabemos, a Huawei ainda não tem uma solução caseira para substituir todos os recursos. Os Estados Unidos e a China vivem um momento de trégua na guerra comercial, porém, a situação da companhia segue indefinida.

Não muitos detalhes se tudo isso também vem ocorrendo com o Mate 30. Considerando que o Mate 30 Pro foi vendido somente na China, essa situação ainda deve render mais pano para a manga nas próximas semanas, quando mais gente estiver relatando particularidades do uso dos smartphones.

Posicionamento oficial

Por meio de sua assessoria de imprensa no Brasil, a Huawei se posicionou sobre o assunto, dizendo o seguinte: "A mais recente Mate 30 Series da Huawei não está pré-instalada com o GMS (Google Mobile Services), e a Huawei não teve nenhum envolvimento com o www.lzplay.net".

Fonte: 9to5Google  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.