Apple corta cerca de um terço produção de novo iPhone para fim de ano

Por Wagner Wakka | 19 de Novembro de 2018 às 16h29
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Apesar de um forte boom inicial com os modelos recentes de iPhone, há indícios de que a Apple não atingiu tudo que gostaria com a sua nova linha. Segundo uma reportagem do Wall Street Journal, a empresa estaria cortando já a produção dos três novos iPhones lançados este ano exatamente por conta de uma demanda menor.

No começo deste mês, um levantamento da Nikkei Asian Review mostrava que, ao menos, o iPhone XR estava com vendas muito abaixo do esperado. A fabricante tinha planos com a Foxconn e a Pegatron para já aumentar a produção do iPhone XR por conta das demandas do fim do ano, mas voltou atrás devido à baixa demanda.

Em um relatório diferente divulgado no mês passado pelo analista Ming-Chi Kuo, o iPhone XR registrou pré-venda abaixo das expectativas e ficou atrás dos iPhone XS e XS Max. Ainda assim, o modelo XR chegou bateu a casa de 9 milhões de unidades vendidas no primeiro final de semana.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Por conta destas baixas expectativas, o Wall Street Journal relata que a Apple informou aos seus fornecedores que cortem em cerca de um terço o esperado para o fim do ano em relação aos três modelos mais recentes de iPhone. Ao todo, estavam programadas 70 milhões de unidades deles entre setembro deste ano e fevereiro do ano que vem.

A reportagem do Wall Street Journal foca no fato de que as empresas que trabalham com a Apple como Qorvo Inc., Limentum Holdings e Japan Display estão preocupadas com a indecisão da companhia chefiada por Tim Cook por conta do vai-e-vem de demanda.

Na Foxconn mesmo, centenas de funcionários já foram colocados em férias voluntárias por conta das mudanças de planos para produções do iPhone. Junto disso, segundo a reportagem, a Apple vai deixar de apresentar números de vendas dos iPphones no seu relatório financeiro para o final de ano.

Apesar das informações do veículo, a Apple não se manifestou oficialmente sobre o assunto, ainda.

Fonte: Wall Street Journal

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.