Startup brasileira recolhe celulares antigos e gera dinheiro para ajudar ONGs

Por Redação | 15 de Janeiro de 2015 às 08h15
photo_camera Divulgação

Com a quantidade imensa de novos smartphones que vão surgindo a cada ano, muitas vezes os aparelhos antigos não levam nenhum fim e ficam guardados dentro de casa. Pensando em uma solução para isso, a startup franco-brasileira Redial descobriu como estes celulares podem ajudar as pessoas, inclusive os seus antigos donos.

Em entrevista ao pessoal do Catraca Livre, o casal fundador da empresa Amaury e Bérengè Bertaud explica que o número de aparelhos celulares guardados sem uso nas casas dos brasileiros chega a 166 milhões e cerca da metade deles pode ser reutilizada. Quem quiser se livrar deles pode entrar no site da Redial, preencher um formulário com informações sobre o aparelho e seu estado de conservação.

Dependendo da avaliação, o valor oferecido por ele pode chegar à R$ 1.600. Com a oferta aceita e o processo finalizado, o usuário recebe um e-ticket gratuito dos Correios para fazer o envio do celular para a análise. Caso ele não tenha solução, será encaminhado para reciclagem.

Quando estiver tudo certo com o aparelho, o usuário terá duas opções: doar o valor para três instituições parceiras (Casa da Criança Santo Amaro, Instituto Fazendo História e Instituto 5 Elementos) ou receber o dinheiro depositado em sua conta.

Depois que a Redial triar e testar os aparelhos, eles serão vendidos por um preço bastante em conta em relação ao que está no mercado, às vezes chegando até a custar a metade do valor. Os celulares têm 90 dias de garantia e, segundo a dupla, a meta é que 90% dos celulares recolhidos tenham novamente uma vida útil, contribuindo com a reciclagem e reutilização. Iniciativa bacana, não é mesmo?

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.