Conheça o “iPhone” da Coreia do Norte

Por Redação | 06 de Outubro de 2014 às 15h35

Se você pensa que é só no mundo capitalista que os smartphones são a sensação do momento, está enganado. A Coreia do Norte também tem seu “iPhone”, que é único aparelho autorizado a funcionar no país.

O Pyongyang Touch, nome que homenageia a capital Pyongyang, é a segunda geração de smartphones “fabricados” por lá. Eles são oferecidos em três cores, com design similar ao iPhone 3, e rodam uma versão modificada do Android. O primeiro smartphone feito por lá foi o Arirang, lançado em 2013.

Pyongyang Touch

Porém, o país vive de imagens, e tudo indica que o Pyongyang Touch é na realidade o chinês Uniscope, que provavelmente é importado para a Coreia do Norte como se fosse tecnologia doméstica.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Obviamente, o aparelho não tem um hardware topo de linha, apesar de ninguém saber as configurações. Mas o ditador, Kim Jong Un, falou que "o telefone de mão seria muito conveniente para seus usuários, por causa da sua tela sensível ao toque e a grande quantidade de pixels da câmera".

Kim costuma fazer visitas às diversas fábricas do país, e é de praxe que os líderes de lá passem sua "infinita sabedoria" através de conselhos únicos e extremamente valorosos. Para os funcionários da “fábrica” do smartphone, ele aconselhou, sabiamente, a “escolherem e produzirem formas e cores que agradem aos usuários”, segundo a BBC.

No entanto, os telefones Pyongyang Touch são artigos de luxo no país, e é bem provável que apenas a elite tenha acesso aos gadgets. A rede 3G norte coreana só entrou em funcionamento em 2013, e o acesso à internet é proibido por lá. Ao invés disso, os usuários têm acesso a uma intranet controlada pelo governo.

Soldado Coreia do Norte
Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.