Co-fundador da BlackBerry abandona planos de comprar a companhia

Por Redação | 26.12.2013 às 14:10

Michael Lazaridis, co-fundador da BlackBerry, desistiu dos seus planos de comprar a companhia após anunciar em outubro que se juntaria a Douglas Fregin, outro co-fundador, para comprar a maior parte das ações da empresa. Segundo o The Wall Street Journal, Lazaridis anunciou a desistência na terça-feira (24) e disse que agora detém apenas 4,99% das ações da BlackBerry.

Lazaridis e Fregin haviam decidido unir suas cotas de participação no capital da companhia – que somadas representam 8% – para fazer uma oferta conjunta para adquirí-la. A decisão teria surgido após a BlackBerry se colocar à venda diante dos péssimos resultados apresentados no mês de agosto. Três meses depois, a companhia desistiu da ideia após a Fairfax Financial Holdings, sua maior acionista, anunciar investimentos da ordem de US$ 1 bilhão na companhia e assumir cerca de US$ 250 milhões em títulos de dívidas.

De lá para cá as coisas mudaram e a companhia vem procurando dar a volta por cima sob o comando de John Chen. Com experiência prévia nesse tipo de cenário, espera-se que Chen consiga reerguer a companhia, torná-la lucrativa e atraente para, quem sabe, no futuro tentar vendê-la novamente. Para alcançar esse objetivo, o executivo anunciou na última semana um acordo com a Foxconn e escreveu uma carta aos seus funcionários afirmando que "a BlackBerry focará naquilo que faz melhor".

Michael Lazaridis e Douglas Fregin fundaram a BlackBerry num pequeno escritório, no Canadá, em 1984 com um empréstimo feito pelos pais de Lazaridis. Lazaridis e o ex-CEO Jim Balsillie abandonaram seus cargos executivos no começo de 2012 após consecutivos resultados negativos da companhia no mercado de smartphones e perda dos valores de suas ações.