Watchmen, da HBO, pode ficar irreconhecível aos fãs das HQs

Por Nathan Vieira | 25 de Julho de 2019 às 07h33
HBO

Se você é fã das HQs de Watchmen, respire fundo, pois as notícias podem não ser muito animadoras. Acontece que a HBO está produzindo uma série prevista para ser lançada em outubro, mas o produtor executivo e roteirista Damon Lindelof admitiu que a produção pode estar ireconhecível para o público que acompanhou anteriormente as HQs escritas por Alan Moore.

O discurso polêmico foi trazido à tona durante a turnê de imprensa da TCA: "Quer pareça [com o original], quer não, Watchmen está nos olhos de quem vê". Lindelof enfatizou que os acontecimentos das 12 edições das histórias em quadrinhos de Watchmen são oficiais na série, embora o passado tenha sido reexaminado. "Uma das regras que tínhamos como roteiristas era que tudo o que tivesse acontecido naqueles 12 volumes não poderia ser confundido".

O enredo de Watchmen da HBO

A nova aposta da HBO para atrair os fãs de histórias em quadrinhos está prevista para lançar em outubro deste ano (Foto: HBO)

Por enquanto, os principais detalhes em torno da trama da próxima série da HBO ainda permanecem em sigilo. O que se tem acesso, por meio do próprio Lindelof, é que Watchmen vai ser ambientada em 2019, num cenário que consiste em uma mescla de história real e alternativa, já que na série as pessoas não possuem acesso à internet e os smartphones foram banidos pelo presidente Robert Redford.

O fato de que o ator Robert Redford é o presidente é uma referência aos quadrinhos, uma vez que no decorrer da história foi sugerido que ele poderia concorrer à presidência no futuro. Na série, isso é algo que realmente aconteceu. "Robert Redford é o presidente dos Estados Unidos e tem estado desde o início dos anos 90, quando aboliu os limites do mandato", brincou Lindelof.

No entanto, o conflito central da história aparenta ser entre a polícia e um grupo de supremacia branca que se levantou contra o governo, sem deixar claro ainda (propositalmente) quem é o verdadeiro vilão da série. "Se você está perguntando se a polícia é apresentada sob uma luz heróica, eles são os heróis da história, mas depois de ver o primeiro episódio, eu diria que a resposta é não", o produtor executivo e roteirista declarou.

Além de Damon Lindelof (The Leftovers, Lost) como o showrunner, a série conta em seu elenco nomes como Regina King, Jeremy Irons, Don Johnson, Nelson Tim Blake, Louis Gossett Jr., Yahya Abdul-Mateen II, Adelaide Clemens, Andrew Howard, Tom Mison, Frances Fisher, Jacob Ming-Trent, Sara Vickers, Dylan Schombing, Lily Rose Smith, James Wolk e Adelynn Spoon.

Alan Moore não está empolgado

Alan Moore é o quadrinista responsável pelo desenvolvimento dos doze volumes de Watchmen (Foto: CBR)

Se o público que acompanhou os quadrinhos tem razões para ficar com um pé atrás em relação à série da HBO, o próprio quadrinista por trás das histórias, Alan Moore, também parece não estar empolgado para ver no que vai dar. Durante a participação na Television Critics Association, o chefe de programação da HBO, Casey Bloys, comentou brevemente sobre Watchmen. Uma vez questionado em torno de um feedback de Moore diante da adaptação, Bloys declarou que o escritor dificilmente possui uma opinião positiva sobre algo: “Acredito que ele não está empolgado com a série. É algo que acontece há algum tempo".

Por sua vez, Lindelof declarou, durante uma entrevista: “Moore deixou bem claro que não tem nenhuma afiliação com o seriado. Ele mandaria se f***r e diria que faria a série de qualquer forma. Então no espírito de Alan Moore, eu digo para Alan Moore: ‘Vá se f***r, eu vou fazer de qualquer forma’". Resta esperar pelo show, que pode ser visto na HBO a partir de outubro deste ano, para ver se Lindelof vai fazer jus aos quadrinhos quando diz: "Tudo o que posso dizer é que amo o material de origem".

Fonte: Gamespot

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.