Swipe Night | Tinder planeja lançar série interativa internacionalmente em 2020

Por Nathan Vieira | 06 de Novembro de 2019 às 19h30
Tudo sobre

Tinder

Saiba tudo sobre Tinder

Ver mais

A equipe do Tinder ficou maravilhada com os resultados do lançamento de sua série interativa, Swipe Night. A empresa disse que a série levou a um aumento de 20% a 25% em "curtidas" e ajudou a aumentar o engajamento feminino no aplicativo. Como resultado, a Match confirmou seus planos de lançar o novo show do Tinder em outros países além dos EUA no início de 2020.

A série consistiu em uma experiência semanal que fez com que as pessoas deem "match" com base nas escolhas que elas fizeram ao longo da narrativa. O primeiro episódio foi lançado em 6 de outubro, e novos capítulos foram exibidos todos os domingos durante o mês passado, dentro do próprio aplicativo. As escolhas morais e práticas que o usuário fez durante a Swipe Night foram exibidas no perfil. A série ajudou a descobrir aspectos da personalidade de alguém que um perfil não apontaria logo de cara — dilemas como ajudar um amigo trapaceiro ou entregá-lo, por exemplo. Os episódios duravam aproximadamente cinco minutos, e ficaram ao ar das 18h à meia-noite.

Swipe Night contou com episódios de cinco minutos, que ficavam no ar no próprio aplicativo

Antes dos ganhos, já havia sinais de que Swipe Night estava tendo sucesso em seus esforços para aumentar o engajamento. O Tinder disse no final de outubro que os matches em seu aplicativo aumentaram 26% em comparação com uma típica noite de domingo, e as mensagens aumentaram em 12%.

A empresa diz que disponibilizará a primeira temporada da Swipe Night (uma dica de que há mais por vir) em breve, como uma experiência sob demanda, e lançará o produto nos mercados internacionais no início do próximo ano.

Swipe Night não é o único produto de vídeo que a Match Group tem em andamento. Em outros aplicativos de namoro pertencentes à Match, Plenty of Fish e Twoo, a empresa está começando a testar transmissões ao vivo, mas elas são feitas pelos próprios usuários do aplicativo, não como um produto profissional e sofisticado da própria empresa.

A Match havia reportado ganhos acima do esperado no terceiro trimestre, com 51 centavos por ação — acima das expectativas dos analistas, de 42 centavos por ação. A receita da Match foi de US$ 541 milhões (R$ 2,1 bilhões, aproximadamente). Mas sua orientação para o quarto trimestre ficou abaixo das expectativas (US$ 545 milhões a US$ 555 milhões, abaixo dos US$ 559,3 milhões previstos), provocando queda nas ações. A Match disse que teria que arcar com cerca de US$ 10 milhões (aproximadamente R$ 40 milhões) em despesas.

Fonte: Tech Crunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.