Mark Hamill e outros astros são confirmados como dubladores do He-Man na Netflix

Por Claudio Yuge | 14 de Fevereiro de 2020 às 18h38
Mattel Television
Tudo sobre

Netflix

Saiba tudo sobre Netflix

Ver mais

Em agosto do ano passado, a Netflix e a Mattel Television confirmaram uma nova série animada do He-Man para 2021 e, desde então, não ficamos sabendo mais detalhes sobre a produção, que terá o comando do nerdão Kevin Smith. Agora, temos boas notícias: um elenco pra lá de estelar foi escalado para fazer as vozes dos personagens, incluindo Mark Hamill (o eterno Luke Skywalker de Star Wars) dublando o vilão Esqueleto.

Imagem: Reprodução/Mattel Television

Saca só a lista de celebridades que vão participar, além de Hamill:

  • Sarah Michelle Gellar (Buffy) como Teela
  • Henry Rollins (ex-vocalista da lendária banda punk Black Flag) como Triclope
  • Kevin Conroy (Bruce Wayne/Batman da série Batman: The Animated Series) como Aquático
  • Jason Mewes (o Jay que faz dupla com Silent Bob nos filmes de Kevin Smith) como Stinkor
  • Alicia Silverstone (As Patricinhas de Beverly Hills) como Rainha Marlena
  • Justin Long (Aprovados) como Roboto
  • Chris Wood (Supergirl) como Príncipe Adam/He-Man
  • Liam Cunningham (Game of Thrones) como Mentor

Além desses estão vários outros nomes que participaram de atrações como Star Trek: A Nova Geração, Thundercats e etc. O trabalho de voz para os seis primeiros episódios está quase pronto e Smith elogiou bastante os atores convidados. “Eles realmente transformaram isso em algo ainda mais especial. O talento absolutamente elevou o projeto além do que esperávamos”, destacou.

Kevin Smith quer preencher lacunas da série original

O projeto vem sendo levado muito a sério nos corredores da Netflix. O produtor Teddy Biaselli e o diretor Kevin Smith chegaram a citar Shakespeare e Game of Thrones — não que haja uma inspiração clara do escritor ou da série da HBO, mas tanto a trama quanto os personagens devem ganhar um tratamento épico.

Smith diz que uma das maiores diferenças devem acontecer durante os combates, pois, na época, a censura não permitia muita pancadaria. “Temos brigas, porque agora podemos ter. Antes, não era possível mostrar uma luta com espadas. Adam [He-Man] podia levantar sua espada, mas nunca podia usá-la”, comentou.

Imagem: Reprodução/Netflix e Mattel Television

Ele adiantou que pretende fazer uma continuação do desenho original e completar subtextos que não foram bem desenvolvido — mas não deu detalhes sobre quais seriam. O cineasta também elogiou o visual e citou outra adaptação de sucesso da Netflix. "Se você gosta do estilo de Castlevania, basta olhar He-Man por esse filtro, pois tem essa aparência, em estilo anime”, revelou.

"Abordamos o He-Man como um programa infantil, mas as crianças que assistiram nunca viram isso como um programa infantil. Esse é o segredo”, completou Smith. Com o título Master of the Universe: Revelation, a série não tem data de estreia, mas, pelo andar da carruagem, pode ser que aconteça no início de 2021.

Fonte: Newsarama  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.