10 séries recentes de ficção científica para dar um nó na sua cabeça

Por Wagner Wakka | 28 de Maio de 2018 às 09h57

As séries de ficção científica estão na crista da onda em 2018. Só neste ano, uma pesquisa da Ampére Analysis mostrou que o gênero está em alta e representa quase um terço das produções originais da Netflix. Aliás, segundo o mesmo levantamento, ficção científica e fantasia estão em primeiro lugar na preferência do público, passando as comédias, até ano passado o tipo favorito da galera.

Já que o gênero está tão em alta, o Canaltech preparou uma lista das melhores produções sci-fi recentes para você queimar alguns neurônios:

1. Black Mirror

Claro que uma lista que é “muito Black Mirror, meu” não poderia começar diferente. A série começou em 2011 com duas temporadas exclusivas para o canal britânico Channel 4. Em 2015, a Netflix comprou os direitos e a produção se tornou uma febre.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Black Mirror mostra um reflexo do futuro da sociedade atual. Os episódios usam conceitos de tecnologias incipientes contemporâneas e expandem para utopias de um futuro que, embora pareçam distante, é muito similar à atualidade.

A produção é muito capaz em apresentar conceitos e perigos, como os da evolução de inteligência artificial, interação por redes sociais, ambientes virtuais e até relacionamentos pela internet.

A rede de streaming já confirmou uma quinta temporada para este ano, ainda sem data de lançamento.

2. Westworld

A produção da HBO tem ganhando destaque desde seu lançamento em 2016. O título já começa bem com participação de Jonathan Nolan e J.J. Abrams por trás das câmeras. Westworld é uma série baseada em filme homônimo de 1973, que apresenta um parque temático que funciona como um simulacro do velho oeste americano. A carga científica fica por conta dos androides, apresentados como anfitriões do parque.

Ao permitir que visitantes possam realizar quaisquer tipos de violência física ou sexual com estes robôs, a trama discute um dilema ético do futuro: androides têm direitos ou são ferramentas do prazer humano?

A segunda temporada estreou em abril deste ano com episódio final agendado para junho, com exclusividade na HBO.

3. Nightflyers

Conhecido por Game of Thrones, por vezes outras obras de George R. R. Martin ficam em segundo plano. Nightflyers é uma série baseada em um livro homônimo do escritor lançada este ano na Netflix. Por conta de acordos de Martin com a HBO, ele não participa da produção.

Entretanto, Nightflyers tem tudo que um fã de ficção científica mais gosta em uma trama: aeronaves e alienígenas. O enredo acontece após uma tripulação vagar pelo universo a bordo de uma nave chamada Nightflyers, buscando formas de garantir a sobrevivência da espécie humana.

Para quem gosta de sci-fi, este é um prato cheio de Martin. Tanto que a obra original foi publicada na Analog Science Fiction and Fact, uma revista americana com foco em reunir histórias sobre o tema no século passado.

Nightflyers estreou no início deste ano na Netflix.

4. The Crossing

Esta produção da ABC tem aquele toque clássico de mistério que envolve viagem no tempo. A produção conta a história de 47 sobreviventes da guerra que chegam ao litoral dos Estados Unidos. Mas de qual batalha este grupo estaria fugindo? De um embate que vai acontecer naquele mesmo local, só que 180 anos no futuro.

Além de viagem no tempo, The Crossing também traz conceitos de super-humanos e relação de aperfeiçoamento biônico com próteses mecânicas. Não precisa nem dizer que a série também debate dilemas de um futuro com tecnologias distópicas.

Apesar disso, a trama não fez muito sucesso; nem bem inaugurada em março deste ano, a produção já foi cancelada na primeira temporada. A despeito disso, é daqueles títulos que trazem bons conceitos e um enredo interessante e que vale a atenção de quem gosta do gênero.

5. The Rain

A Netflix achou nas produções europeias uma mina de ouro. Depois dos sucessos da série alemã Dark e da espanhola La Casa de Papel, agora é a Dinamarca que ganha destaque na plataforma.

The Rain trabalha com uma narrativa já antiga do universo da ficção científica, em que um agente bioquímico causa uma epidemia mortal na humanidade. A chuva a que se refere o título é a grande dissipadora de um vírus mortal. O espectador acompanha a saga de dois irmão que, seis anos depois da chuva, buscam a cura para este mal, enquanto procuram pelo pai, teoricamente um dos cientistas responsáveis pelo patógeno.

Embora não traga nenhuma grande inovação para o gênero, é uma produção muito bem feita, com uma linguagem diferente daquela já conhecida das criações americanas.

The Rain está disponível no catálogo da Netflix.

6. Rick and Morty

Dos produtores Justin Rolland e Dan Harmon, o desenho ficou conhecido como a nova sensação que une um ambiente niilista e sarcástico com pitadas de conhecimento científico. A trama é inspirada em De Volta para o Futuro, quando os criadores pretendiam fazer uma paródia de Doctor Brown e Marty McFly.

Diante de uma lista que trabalha com produções focadas em futuros distópicos e desenvolvimentos um tanto quanto depressivos e violentos da tecnologia, Rick and Morty é um bom respiro para o gênero.

Em tom bem-humorado, mas não menos crítico, a trama discute a sociedade moderna em universos paralelos que envolvem aparatos tecnológicos, espaçonaves, veículos voadores, alienígenas, modificações genéticas e robôs ultrainteligentes. Enrendo que, por vezes, dá um nó na cabeça.  

A dupla de produtores já confirmou que Rick and Morty foi renovado para mais 70 episódios, ainda sem data de lançamento.

7. The Last Man on Earth

Outro bom respiro no universo depressivo do sci-fi distópico é The Last Man on Earth, traduzido como O último cara da Terra, para a versão brasileira do canal FX. Tão apocalíptico como outras tramas científicas, esta produção conta a história de Phil MIller, o único sobrevivente de um vírus letal que dizimou toda a humanidade.

A comédia traz as reflexões de uma pessoa que, após viajar por cidades dos Estados Unidos, México e Canadá, constata que é a única pessoa viva. Com isso, Phill se vê em um estado de liberdade e solidão, lidando com tudo isso das formas mais criativas possível.

A produção estreou em 2015 e, após quatro temporadas, foi cancelada agora em 2018. Para quem gosta do gênero, mas não quer ter aquela impressão negativa sobre o futuro da nossa sociedade, esta comédia vale a pena.

8. Twelve Monkeys

Esta é uma série de TV inspirada no filme homônimo de 1995. A produção da rede Syfy foi criada em 2015 e se mantém como uma das grandes produções do gênero até hoje. Já indo para quarta temporada, Twelve Monkeys envolve viagem no tempo.

O personagem James Cole, interpretado por Aaron Stanford, viaja de um distante ano de 2043, quando um vírus dizimou 93,6% da população humana. O patógeno foi criado por uma organização chamada "O Exército dos Doze Macacos", com uma história misteriosa e recheada de elos perdidos. Cole tenta entender os caminhos que levaram à proliferação do vírus e evitar o futuro distópico que já presenciou.

Twelve Monkeys está disponível exclusivamente no canal Syfy.

9. Hard Sun

Uma produção do Hulu em parceria com a BBC de Londres, Hard Sun tem um ar de Sherlock, também produzido pelo canal britânico. Nesta trama, os inspetores Charlie Hicks (Jim Sturgess) e Elaine Renko (Agyness Deyn) vivem numa Londres pré-apocalíptica quando descobrem que o governo está encobrindo a informação de que um evento cósmico vai destruir a Terra em cinco anos.

Os dois precisam lidar com a ambígua decisão de como divulgar a história sem parecerem malucos, ao mesmo tempo em que reconhecem que a informação pode gerar um pânico generalizado.

A dupla, então, parte em busca de mais informações sobre o que o governo sabe em relação ao acontecimento, ao mesmo tempo em que precisam sobreviver a investidas do serviço secreto britânico para silenciá-los.

Hard Sun estreou em neste ano e atualmente tem seis episódios disponíveis no Hulu.

10. The First

Trama é sobre a primeira expedição a pisar Marte (Foto: Getty Images)

Nossa lista termina com uma série que vale a pena ficar de olho ainda neste ano. The First é uma produção agendada para ir ao ar ainda este ano no Hulu. Estrelada por Sean Penn, a trama vai contar a história fictícia do primeiro grupo de humanos a pisar em Marte.

A trama vai envolver todo o caminho do time para chegar até o Planeta Vermelho, bem como o drama dos familiares que ficaram para trás nesta viagem, até então, sem volta. A proposta da plataforma é de que esta produção seja um sucesso tal qual tem sido The Handmaid's Tale.

The First ainda não tem data de estreia, mas a Hulu promete o lançamento para ainda este ano.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.