Editora de livros processa Netflix pelo episódio Bandersnatch de Black Mirror

Por Natalie Rosa | 14 de Janeiro de 2019 às 10h45
Netflix
Tudo sobre

Netflix

O episódio Bandersnatch, de Black Mirror, que traz ao espectador da Netflix uma experiência interativa, virou motivo de processo pela editora Chooseco, da série de livros Choose Your Own Adventures.

A ação foi registrada contra a plataforma de streaming no estado de Vermont, nos Estados Unidos, alegando que a empresa está infringindo deliberadamente a marca e que a produção é tão sombria que vai "manchar a reputação" dos livros. A reclamação diz ainda que a Netflix tentou licenciar o nome Choose Your Own Adventures em 2016 e, após extensas negociações, não conseguiu fechar negócio.

Então, a Chooseco afirma ter recebido avisos sobre a sua marca registrada em relação a um programa de televisão diferente, possivelmente sobre outras atrações interativas da Netflix direcionadas às crianças.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A editora diz ainda que discorda do protagonista do episódio, Stefan Butler, que descreve um romance interativo fictício (Bandersnatch) como um livro de Choose Your Own Adventure, sugerindo que ele faz parte da série. A Chooseco não quer ser relacionada à produção por incluir "referências e representações de uma presença demoníaca, luta violenta, uso de drogas, assassinato, mutilação de um cadáver, decapitação e outras imagens perturbadoras".

O processo exige a indenização em US$ 25 milhões pela Netflix por violação de direitos. A plataforma de streaming ainda não se manifestou sobre o caso.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.