Com novo escritório em Paris, Netflix planeja 20 séries francesas

Por Nathan Vieira | 17 de Janeiro de 2020 às 18h48
Tudo sobre

Netflix

Saiba tudo sobre Netflix

Ver mais

Nesta sexta-feira (17), a empresa de streaming de televisão norte-americana Netflix anunciou a abertura de um novo escritório em Paris e planos de desenvolver mais de 20 produções originais franceses. A plataforma foi lançada na França no ano de 2014, o que levou ao desenvolvimento de 24 títulos franceses, incluindo seis filmes, nove séries e três documentários. As informações são da agência de notícias Reuters.

Durante um comunicado, o presidente-executivo da Netflix, Reed Hastings, declarou o seguinte: "Este escritório é um sinal do nosso compromisso de longo prazo com o país. Ele nos permitirá trabalhar ainda mais de perto com a comunidade criativa francesa em grandes shows e filmes que são feitos na França e assistidos em todo o mundo". A Netflix tem mais de 158 milhões de assinaturas pagas em mais de 190 países. A nova sede francesa será seu quarto escritório na Europa.

Em entrevista ao jornal francês L'Express, Reed Hastings disse que a empresa agora possui 6,7 milhões de assinantes na França e que a empresa investirá mais de 100 milhões de euros para criar novo conteúdo em francês em 2020. "Não somos mais apenas uma máquina para exportar conteúdo de Hollywood", afirmou, acrescentando que se encontraria com o presidente francês Emmanuel Macron.

Questionado pelo L'Express se a Netflix futuramente apresentaria algumas de suas produções no Festival de Cannes, Hastings disse que, para ser admitido em Cannes, os filmes precisam ser exibidos primeiro nos cinemas e, em seguida, precisam esperar três anos para serem exibidos. mostrado nos serviços de streaming: “Nossos assinantes não podem esperar tanto tempo. Se pudermos participar sem ter que estrear nos cinemas primeiro, voltaremos”.

Entre as novas produções estão o longa-metragem BigBug, uma comédia futurística co-escrita pelo diretor de O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, Jean-Pierre Jeunet, e uma série sobre o assaltante Arsene Lupin, estrelada pelo ator francês Omar Sy.

Netflix almeja expandir sua presença na França com direito a novos shows, filmes e séries. No Brasil, a plataforma streaming planeja investir em 2020

Quanto ao Brasil, a plataforma é responsável por shows originais como Sintonia, 3%. Em outubro do ano passado, a empresa anunciou investimento de R$ 350 milhões em conteúdos para 2020. As novidades fazem parte de uma atenção cada vez maior da empresa ao nosso país, que afirma ter uma audiência cada vez maior e “mais direta”. Esse investimento será dividido entre a produção de filmes e séries originais e o licenciamento de conteúdo para o nosso país. Mais uma vez, de acordo com a empresa, trata-se de uma forma de fomentar o crescimento da plataforma por aqui, onde ela já vem obtendo bons resultados.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.