Anime baseado em novel é cancelado após repercussão de tweets racistas do autor

Por Natalie Rosa | 07 de Junho de 2018 às 11h47

O light novel japonês chamado New Life+: Young Again estava programado para se tornar um anime anda neste ano. No entanto, o projeto foi cancelado após a repercussão de tweets intolerantes feitos pelo seu criador, que trabalha com o pseudônimo MINE.

As publicações, descobertas por usuários da própria rede de microblogs, foram feitas entre 2012 e 2015 e mostram comentários racistas feitos pelo escritor sobre a China e a Coreia do Sul.

Também foi apontado que um protagonista da trama havia assassinado 3 mil pessoas com uma espada katana na Segunda Guerra Sino-Japonesa.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Logo após a repercussão do caso, os dubladores da série abandonaram o projeto. MINE emitiu um pedido de desculpas no Twitter e afirmou que deixaria a rede social.

"Quanto a vários tweets que fiz anteriormente, eles causaram muito desconforto nas pessoas e eu realmente peço desculpas pela linguagem imprópria. Mais uma vez, sinto muito pelos sentimentos desagradáveis e pelos problemas que causei", diz o autor.

A editora do light novel, a Hobby Japan, anunciou a suspensão das remessas do título.

Fonte: Kotaku

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.