Windows Defender "habita" em meio bilhão de PCs e é o líder entre os antivírus

Por Nathan Vieira | 08 de Agosto de 2019 às 18h55
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

A Microsoft tem liderado o mercado dos antivírus, com o Windows Defender sendo o serviço utilizado em mais de meio bilhão de computadores. Em entrevista ao portal norte-americano ZDNet, Tanmay Ganacharya, gerente geral de pesquisa de segurança da Microsoft, trouxe à tona as razões que levam a solução a ser a mais usada pelo público.

De acordo com Ganacharya, os principais aspectos responsáveis por impulsionar o compartilhamento do Windows Defender envolvem investimentos em aprendizado de máquina e segurança baseada em nuvem, além de melhorias em seu software. "O Windows Defender já tem mais de 50% de participação no ecossistema Windows. Então, são mais de meio bilhão de máquinas que executam o Windows Defender em modo ativo como o principal antivírus. E ele cresceu consideravelmente e está entre os melhores agora", declara o gerente geral de pesquisa.

Windows Defender é a principal opção dos usuários, aponta gerente de pesquisa da Microsoft

Ganacharya leva a crer que, sendo esse o principal meio de proteção usado por um grande número de dispositivos, o outro lado da moeda é que isso atrai o apetite dos hackers, ávidos por burlar a solução. Então, o Windows Defender acaba se tornando um alvo maior. "Temos um alvo nas costas e todos querem nos burlar para obter o número máximo de vítimas", disse o especialista. Mas o executivo complementa: "Nós previmos que isso iria acontecer, e é por isso que investimos em medidas preventivas, antes que isso acontecesse".

Ele conta que os ataques nas cadeias de suprimento são uma ótima maneira de atacar, porque você está aproveitando os canais confiáveis ​​já estabelecidos nas redes dos clientes para entregar sua carga, mas defende: "Não acho que tenhamos registrado um aumento de ataques nesse setor [cadeia de suprimentos]".

À medida que o mercado cresce para o Windows Defender, a Microsoft continua com seus planos para seu sistema de proteção. Ela já oferece a solução a todos os usuários no macOS e também para versões mais antigas do seu sistema operacional, como o Windows 7 e o Windows 8.1. Além disso, o próximo passo da empresa é o uso de inteligência artificial para aperfeiçoar suas camadas de segurança.

Fonte: ZDNet via Xataka Windows

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.