Tentativas de fraude cresceram 22,2% no Brasil em setembro, aponta Serasa

Tentativas de fraude cresceram 22,2% no Brasil em setembro, aponta Serasa

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 10 de Novembro de 2021 às 12h20
Pixabay

E 2021 continua se mostrando um ano com muitos crimes virtuais e fraudes. De acordo com o Indicador de Tentativas de Fraude da Serasa Experian, as movimentações suspeitas tiveram alta de 22,2% no comparativo de setembro deste ano e o mesmo mês de 2020, quando o índice marcou queda de 6,5%. No acumulado anual ocorreram mais de 3,1 milhões de ataques, sendo que a maioria foi em Bancos e Cartões (57,0%)

Segundo o Diretor de Soluções de Identidade e Prevenção a Fraudes da Serasa Experian, Jaison Reis, o mês de setembro no Brasil teve uma tentativa de fraude a cada 7 segundos e que o fato de as pessoas estarem vivenciando cada vez mais o mundo digital faz com que aumente as ocorrências suspeitas. Em comparação, durante setembro do ano passado essas tentativas ocorriam a cada 8,5 segundos, indicando que os criminosos estão mais rápidos no ano atual.

O executivo afirma que esse aumento faz parte do avanço tecnológico:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Quanto mais a tecnologia avança, mais as tentativas de golpe acontecem. Os brasileiros já estão familiarizados com as plataformas online e utilizam mais os serviços digitais. Por isso, é fundamental que as empresas tenham suporte e ferramentas de alta segurança que possam evitar qualquer tentativa suspeita e bloqueiem as atitudes dos fraudadores.

Gráfico mostrando a variação anual de Tentativas de Fraude(Imagem: Divulgação/Serasa Experian)

O levantamento do Serasa Experian também mostra a divisão das fraudes por faixa etária, identificando que 1,1 milhão aconteceram entre a população que tem entre 36 e 50 anos.

Com relação as demais idades que sofreram com as tentativas de fraude, a segunda faixa etária mais impactada foi entre 26 e 35 anos, com 855 mil, seguido dos brasileiros entre 51 e 60 anos, com 441 mil. Na população acima de 60 anos ocorreram 354 mil movimentações suspeitas.

Por fim, o índice também mostrou as movimentações suspeitas nas regiões brasileiras. No Nordeste do país, o aumento foi de 26,7%, seguido pela região Norte com 24,1%. Já as regiões Centro-Oeste e Sudeste tiveram alta quase que similar, de 22,2% e 22%, respectivamente. Por fim, no Sul, as tentativas aumentaram 17,4%.

O relatório completo pode ser acessado aqui.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.