Rede de perfis falsos promete streaming de graça para aplicar golpes

Rede de perfis falsos promete streaming de graça para aplicar golpes

Por Felipe Demartini | Editado por Claudio Yuge | 03 de Junho de 2022 às 17h20
Reprodução/Pixabay (afra32)

Uma grande campanha fraudulenta usa o nome dos principais serviços de streaming para aplicar golpes e roubar dados dos usuários. A promessa de assinaturas grátis em plataformas como Netflix, Amazon Prime e Disney+ é a isca para que as vítimas caiam nas garras de uma rede com quase 500 perfis em diferentes redes sociais, que divulgam links de falsos cadastros com pedido de dados pessoais.

A campanha maliciosa foi descoberta pelo dfndr lab, laboratório de cibersegurança da PSafe, e já arrebanha mais de 654 mil seguidores e 2,5 milhões de curtidas no Facebook, Twitter, Instagram e TikTok. O modo de operação, entretanto, é sempre o mesmo, com a promessa de códigos de acesso gratuito às plataformas de streaming após um cadastro com nome, CPF, endereço, telefone e dados de cartão de crédito.

O caso da Netflix é um dos mais flagrantes, com os golpistas chegando a oferecer até mesmo os pacotes Premium, mais caros e com resolução 4K para os filmes e séries, gratuitamente e com todos os seus recursos. No Brasil, as assinaturas do serviço custam de R$ 25,90 a R$ 55,90 ao mês, enquanto no caso da campanha, os valores exibidos na tela aparecem em euros.

Rede de perfis falsos em nome de serviços de streaming arrebanham seguidores nas redes sociais, enquanto prometem acesso gratuito até mesmo aos maiores pacotes das plataformas (Imagem: Reprodução/Psafe)

Desnecessário dizer que a oferta, claro, nunca é cumprida, enquanto diferentes tipos de fraude podem ser aplicados com os dados obtidos pelos bandidos. “Os criminosos podem se passar pela vítima em um aplicativo de mensagens pedindo dinheiro ou acessar redes sociais, dando golpes nos contatos”, explica Emilio Simoni, executivo-chefe de segurança da PSafe.

De acordo com ele, a empresa de cibersegurança usa sistemas de inteligência de ameaças e detecção para localizar e bloquear um perfil falso por hora nas redes sociais, na média dos dados obtidos entre janeiro e abril de 2022. É uma amostra que os ataques de phishing, velhos conhecidos de quem acessa redes sociais, seguem mais fortes do que nunca e, segundo Simoni, se tornam cada vez mais atrativos na medida em que investem em ofertas mirabolantes e golpes direcionados.

Como evitar cair em golpes envolvendo streaming?

Desconfiar de ofertas mirabolantes é o melhor caminho para não ser vítima de fraudes desse tipo. A Netflix, por exemplo, não oferece meses de degustação para novos usuários, enquanto ofertas de distribuição de códigos para acesso gratuito seriam amplamente divulgadas em perfis oficiais; desconfie caso não encontre nada sobre a suposta promoção em sites e perfis confiáveis.

Prestar atenção na conta seguida, aliás, é outro bom caminho. Procure selos de verificação nas diferentes redes sociais e preste atenção no caráter das postagens, número de seguidores e na comunicação feita pela plataforma, evitando seguir ou engajar com perfis que não sejam legítimos.

Por fim, vale a pena manter o sistema operacional atualizado no computador e no celular, além de usar sistemas de segurança. Links maliciosos comuns e campanhas conhecidas costumam ser detectadas por tais plataformas, com o dispositivo exibindo alertas em caso de problemas e ajudando a manter os usuários protegidos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.