PIX: 1/3 dos brasileiros já sofreu golpe ou conhece outras vítimas

PIX: 1/3 dos brasileiros já sofreu golpe ou conhece outras vítimas

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 27 de Maio de 2022 às 17h20
André Magalhães/Canaltech

Mais de um ano e meio após seu lançamento, o PIX permanece sendo um dos principais assuntos financeiros do país, seja por sua grande adoção ou pelas inúmeras fraudes e golpes financeiros que vem ocorrendo através da ferramenta. A situação dos crimes fica ainda mais grave quando se tem noção que 66,4% da população do país afirma não saber como proceder em caso de ataques que envolvem o sistema do Banco Central.

A porcentagem faz parte de um levantamento inédito realizado pelas plataformas iDinheiro e Melhor Plano, do grupo Méliuz/CASH3, sobre segurança digital e o PIX. Para chegar aos resultados, as companhias compilaram e analisaram respostas de 1,3 mil entrevistados, em meio a questões como a frequência de uso da ferramenta do Banco Central e da insegurança ao pagar via aplicativo.

Gráfico mostrando quantos entrevistados sabem como agir em caso de se tornarem vítimas de golpes do PIX. (Imagem: Reprodução/iDinheiro)

Na pesquisa, 35,2% dos entrevistados (um terço), ao serem questionados a respeito da experiência com atividades suspeitas no pagamento instantâneo, assinalaram ter vivenciado os chamados “golpes do PIX” ou conhecer outra pessoa lesada após a ação de criminosos. Além disso, 66,4% afirmaram não saber como proceder em caso de se tornarem vítimas desses crimes, independente do tipo de situação for aplicada pelos bandidos.

Gráfico mostrando quantos entrevistados se sente seguro usando o PIX. (Imagem: Reprodução/iDinheiro)

Mesmo nesse cenário, porém, 74,6% dos entrevistados afirmaram que não se sentem inseguros quando acessam o PIX — número otimista considerando a quantidade de crimes relacionados ao sistema relatados desde seu lançamento, com somente em 2021 cerca de 2 milhões de tentativas sendo bloqueadas pela Receita Federal em todo o Brasil.

Sucesso do PIX, mesmo em meio a crimes, é aparente

Mesmo em meio a tantos golpes na plataforma, o sucesso do PIX é aparente, com a pesquisa frisando essa informação quando do total de entrevistados, apenas 25,6% revelou não usá-lo com regularidade, percentual baixo se comparado aos demais 74,4% que o fazem - mostrando a preferência da população por meios de pagamentos seguros e instantâneos.

Porém, o CEO do iDinheiro, Lucas Tavares, afirma que com o sucesso, os riscos podem ser mais altos: "Apesar dos benefícios do PIX, é importante tomar cuidado e se manter informado a partir de fontes seguras de informação. Conhecendo a mecânica dos principais golpes e o que fazer caso algum conhecido seja impactado, evitamos prejuízos não somente financeiros, mas emocionais", explica.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.