PF prende três funcionários dos Correios por roubo de encomendas internacionais

Por Thaís Augusto | 28 de Fevereiro de 2019 às 18h10
Divulgação

Três funcionários dos Correios foram presos temporariamente nesta quinta-feira (28) durante operação da Polícia Federal (PF). Eles são suspeitos de roubar o conteúdo de encomendas vindas do exterior.

Segundo o órgão, os funcionários trabalhavam no setor de triagem de objetos internacionais do Centro de Encomendas Internacionais dos Correios, em Curitiba. Eles foram presos durante o expediente na manhã de hoje.

Também foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão contra empregados e funcionários terceirizados dos Correios.

A investigação da Polícia Federal descobriu que funcionários agiam "de forma dissimulada e promoviam a ruptura de certas encomendas internacionais, apropriando-se de seus conteúdos". O crime acontecia durante o expediente.

A atuação do grupo era constante. De acordo com a PF, eles chegaram a se apropriar de drogas sintéticas, enviadas ilegalmente ao Brasil. 

Os suspeitos serão indiciados pelos crimes de associação criminosa e peculato, com penas que podem chegar a 12 anos de prisão. A operação aconteceu em Curitiba e Pinhais, cidades do Paraná.

Procurados, os Correios afirmaram que a conduta dos detidos não condiz com as normas da empresa nem reflete o comportamento do seu quadro de funcionários. "Os Correios detectaram a atividade suspeita dos empregados e imediatamente acionaram a Polícia Federal, que iniciou as investigações e realizou as prisões. Os empregados terceirizados serão desligados e os concursados serão submetidos a processos administrativos disciplinares, que podem culminar em demissão".

A estatal destacou também que há anos "trabalha em parceria com as forças policiais para coibir crimes por meio do fluxo postal".

Nas redes sociais, usuários brincaram com o caso dizendo que o roubo era o motivo da demora na entrega de encomendas internacionais pelos Correios – os itens vão para Curitiba e podem levar até três meses para chegar ao destino.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.