Novos golpes com WhatsApp podem roubar dados bancários

Novos golpes com WhatsApp podem roubar dados bancários

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 04 de Janeiro de 2022 às 16h20
Divulgação/Alfredo Rivera/Pixabay

Mesmo na primeira semana do ano de 2022, novidades sobre golpes virtuais continuam em alta. Dessa vez, as fraudes são direcionadas ao WhatsApp, se aproveitando desde a função de compartilhar links externos no mensageiro até esquemas de engenharia social para roubar dados pessoais de vítimas.

O primeiro golpe, conhecido como Rediroff.com ou Rediroff.ru, de acordo com um relatório da CNBC, é realizado a partir do envio de um link de uma pesquisa que promete premiações para os entrevistados quando preenchidas.

Após entrar no link e responder à pesquisa, o usuário é redirecionado a um site que pede informações confidenciais, como nome, idade, endereço, informações bancárias e outros dados pessoais. Além disso, discretamente, o endereço também coleta dados como endereço IP e o nome do dispositivo usado para acessar a página.

O relatório da CNBC também descreve outro golpe ativo no WhatsApp, que envolve o recebimento de mensagens de criminosos com frases como “desculpe, não reconheci você” ou perguntando de quem é o número.

Após as mensagens iniciais serem respondidas, os golpistas iniciam uma conversa com os alvos, sempre tentando ganhar a confiança delas para, eventualmente, conseguir que elas falem seus dados pessoais no chat.

Como proteger seu WhatsApp e seus dados

É importante saber como proteger seus dados no WhatsApp. (Imagem: Divulgação/Thomas Ulrich/Pixabay)

Tanto o golpe do Rediroff.com quanto o do não reconhecimento são táticas de phishing, ameaças virtuais com foco no roubo de dados pessoais e confidenciais de pessoas, permitindo assim que os criminosos realizem fraudes como empréstimos bancários e afins em nome das vítimas.

Em geral, embora sejam novos métodos de operação, as dicas para se prevenir destes golpes continuam parecidas com os relacionados com outros tipos de fraude no WhatsApp. Listamos as principais a seguir:

  • Confira se o contato é real: Recebeu uma mensagem com algum conteúdo suspeito, como uma oferta ótima ou supostos problemas na sua conta? Não clique em nenhum link até verificar a autenticidade desse contato, já que muitas vezes podem ser criminosos tentando obter dados pessoais ou roubar dinheiro;
  • Só baixe o aplicativo em lugares confiáveis: Google Play no Android ou App Store no iOS são as lojas onde o aplicativo oficial do Instagram, WhatsApp, Twitter e Messenger estão disponíveis;
  • Nunca insira seus dados de login em serviços ou aplicativos de terceiros;
  • Mantenha a calma: Caso tenha perdido o acesso à conta, fique calmo e entre em contato com o suporte da rede social o mais rápido possível, descrevendo em maior número de detalhes possível o que aconteceu e anexando todas as evidências que você tiver disponível;
  • Use autenticação de dois fatores: Habilite a autenticação de dois fatores em todos os aplicativos que permitirem essa medida de segurança; assim, se alguém tentar fazer login na sua conta a partir de um dispositivo diferente, a rede social solicitará um código único que você receberá via SMS.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.