Golpistas chantageiam vítimas atraídas por mulheres na webcam

Por Redação | 07 de Março de 2013 às 08h55

A polícia de Singapura emitiu um alerta para a população chamando a atenção para um aumento significativo no número de casos de "chantagens cibernéticas" que tem atendido. Os principais alvos desse grupo são homens adeptos das mídias sociais como o Facebook e Tagged.com.

O relatório da polícia explica que foram notificados de mais de 50 casos semelhantes no ano passado, quando mulheres "estrangeiras" atraem homens por meio de convites em redes sociais e depois os estimulavam a se despir e realizar alguns atos sexuais pela webcam.

No golpe, todo o conteúdo é gravado, e depois de uma sessão de sexo virtual os golpistas ameaçam publicar fotografias ou vídeos das vítimas caso não recebam dinheiro. Apenas este ano, essa é a segunda vez que as autoridades de Singapura emitiram um alerta em relação a este tipo de extorsão virtual.

Em 2012 também houve muitos casos parecidos, quando a polícia teve mais de 32 casos notificados no primeiro semestre do ano. Havia apenas 11 relatos de casos semelhantes durante todo o ano de 2011. A tendência em Singapura reflete um aumento de casos relatados em todo o mundo, em que os homens são chantageados por sessões de sexo virtual.

As autoridades do país listaram algumas dicas de medidas preventivas que devem ser adotadas durante interações online:

  • Desconfie de mensagens de pessoas desconhecidas que querem fazer amizade com você;
  • Tente não aderir a qualquer solicitação que pode colocá-lo em posições vulneráveis, tais como realização de atos comprometedores na frente da webcam, ou dar detalhes pessoais sobre si mesmo quando interagir com outros usuários da Internet;
  • Se alguém tentar extorquir dinheiro de você ou se você se tornar uma vítima de tal tentativa, chame a polícia imediatamente;
  • Não remeta ou transfira dinheiro para golpistas.

Graham Cluley, do site NakedSecurity, explicou em um artigo que esse golpe pode ir muito além da simples chantagem. Segundo o especialista, os sites utilizados para algumas dessas sessões de bate-papo mais íntimo podem ser utilizados para espalhar malwares, fazendo até mesmo com que os golpistas assumam o controle das webcams de suas vítimas.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.