Vai curtir os bloquinhos? Saiba como evitar golpes no cartão durante o Carnaval

Por Fidel Forato | 17 de Fevereiro de 2020 às 07h30
Canaltech

Para quem for curtir o carnaval, é preciso ficar atento a algumas dicas básicas, principalmente para evitar furtos, perdas e golpes no cartão. Antes de começar a diversão no seu bloquinho de rua favorito, vale lembrar que documentos, dinheiro e cartão devem ser sempre guardados uma pochete ou doleira, e nunca no bolso de bermudas.

Proteger esses itens ajuda na hora de aproveitar a festa com tranquilidade e com a segurança de um zíper, além de evitar imprevistos. Agora, depois de garantir que seu cartão não saia de perto de você para "curtir" o resto do carnaval sozinho, vale tomar algumas medidas de precaução para evitar golpes.

Olhos atentos na hora do pagamento

Para reduzir os riscos de golpes durante o Carnaval, a ABECS (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito) compartilha algumas recomendações importantes para os foliões se protegerem e evitarem transtornos em relação ao uso do cartão, seja ele de crédito ou de débito.

Na hora de fazer uma compra, é sempre aconselhável acompanhar todo o percurso do cartão até o terminal de pagamento - a famosa maquininha -, sem o perder de vista. Também é importante conferir o cartão na hora em que o vendedor o devolver. Isso porque muitos golpes durante o carnaval, consistem em entregar cartões diferentes daquele que foi usado para efetuar a compra. Então, vale conferir seu nome e os detalhes como a cor e a operadora.

Para curtir o carnaval com tranquilidade e evitar golpes no cartão, conheça algumas dicas muito úteis (Foto: Divulgação)

Para evitar qualquer confusão, se possível, prefira você mesmo inserir o seu cartão na maquininha. E antes de digitar a senha, vale conferir o valor exato da compra, já que vendedores mal-intencionados podem digitar quantias bem maiores do que as combinadas, se aproveitando do momento de descontração.

Na hora de digitar, é importante estar atento ao redor e, principalmente, se ninguém está por perto tentando visualizar a sua senha. Em meio a multidões, esse descuido pode ser muito perigoso. Então, caso se sinta inseguro, opte por realizar sua compra com outro vendedor ou até mesmo em outro espaço.

Vale lembrar o quão importante é decorar sua senha. Nunca, jamais a guarde junto do cartão na sua carteira ou bolso. Nesses casos, bandidos nem precisam elaborar planos "sofisticados" para realizarem transações com o seu cartão. Basta encontrarem o papel "premiado" com sua senha e realizarem muitas compras.

Para quem ainda não tem ativado os avisos por SMS ou e-mail de compras com cartão, vale a pena liberar essa função, antes mesmo de sair para o carnaval (e para o resto da vida). Essa opção permite a identificação de possíveis transações indevidas na hora, quando é muito mais simples as cancelar.

Se o pior aconteceu, em caso de perda, furto ou roubo do cartão durante os bloquinhos, é preciso entrar em contato, imediatamente, com a central de atendimento do cartão. É por lá que o bloqueio deve ser feito, junto a isso realize o Boletim de Ocorrência (BO), via internet.

E o cartão virtual?

Os usuários de cartão virtual, de empresas como Nubank, Itaú e Banco do Brasil, também podem ser vítimas de golpe durante o carnaval. Para esses casos, é preciso ficar atento, quase que exclusivamente, ao seu aparelho celular que deve, obrigatoriamente, ter senha para desbloqueio. Do contrário, os bandidos, de forma muito mais simples, podem realizar compras e transações financeiras sem o seu consentimento.

Além de uma senha para o aparelho celular, é importante investir em uma que seja segura. O recomendável é também não deixar a senha do seu cartão digital salva em um bloco de notas no smartphone ou em qualquer lugar de fácil acesso.

Já, na hora de criar uma nova senha, vale utilizar letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos de maneira alternada - mesmo que isso parece ser chato de lembrar e digitar. Nesses casos, a segurança extra pode ser muito bem-vinda.

Entre as recomendações do Nubank, a fintech também não indica que compras sejam feitas por outras pessoas através do seu aparelho celular: "quando o assunto é o seu cartão, lembre-se de que ele é de uso pessoal."

Agora, novamente, se aconteceu algum problema, durante o carnaval, com o seu cartão virtual ou celular, a dica é a mesma para os modelos físicos. Ligue na operadora para realizar o cancelamento e faço um BO.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.