China cria câmera com 500 MP para reconhecer centenas de pessoas na multidão

Por Natalie Rosa | 01 de Outubro de 2019 às 09h54
Reprodução

A China é um país que já está bem avançado quando se trata de reconhecimento facial. Atualmente, é possível utilizar a tecnologia para algumas finalidades, como permitir a compra de passagens de trem, monitorar a atenção dos estudantes e também para identificar criminosos.

Agora, pesquisadores do país desenvolveram uma câmera de reconhecimento facial que conta com sensor de 500 MP, capaz de capturar, em apenas uma única imagem, milhares de rostos de pessoas dentro de um estádio. A foto é então enviada para a nuvem, onde é analisada e gera informações que permitem identificar um alvo quase instantaneamente.

A câmera foi desenvolvida pela Universidade Fudan, de Shangai, com o Instituto de Ótica, Mecânica e Física de Changchun, e conta com a habilidade de fazer panorâmicas com imagens nítidas de cada um dos rostos, independente de quantas pessoas estejam presente no espaço.

Zeng Xiaoyangao lado da câmera de 500 MP (Foto: Reprodução/China News)

Os sistemas de reconhecimento facial foram desenvolvidos para o interesse da segurança pública e nacional, servindo como uma ferramenta de vigilância para bases militares, de lançamentos de satélites e fronteiras. Na China, já existem cerca de 200 milhões de câmeras de monitoramento com reconhecimento facial, com previsão de crescimento de 213% até 2020, chegando a 626 milhões. 

Fora da China, a tecnologia vem sendo pesquisada por algumas empresas, recebendo apoio, mas também gerando controvérsias. Em São Francisco, por exemplo, o seu uso chegou a ser banido, enquanto no Reino Unido a corte local chegou a liberar ferramentas com reconhecimento facial para a busca de pessoas em multidões.

Fonte: The Next Web

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.