Falha no Google Chrome permite que sites gravem conversas pelo microfone do PC

Por Redação | 23 de Janeiro de 2014 às 13h25

Comandos de voz são uma opção relativamente nova em vários dispositivos eletrônicos. O recurso ganhou popularidade com a chegada da Siri, no iPhone, e se estendeu para outros produtos, como o Google Now, do Android, e nos videogames de nova geração Xbox One e PlayStation 4. Mas até que ponto essa ferramenta um tanto futurista pode atingir nossa privacidade?

Pelo menos nos computadores, a situação é preocupante. Isso porque o Google Chrome, um dos navegadores mais usados no mundo, tem uma falha grave de segurança que permite a qualquer site gravar suas conversas por tempo indeterminado sem que você saiba disso. O erro foi descoberto pelo desenvolvedor Tal Ater, que publicou em seu site detalhes de como esse bug acontece.

Na demonstração feita por Tal, a falha começa quando alguém abre uma página qualquer que é compatível com os comandos de voz. Quando o usuário autoriza o endereço a escutar tudo o que é dito, o site consegue acessar o microfone do computador e gravar as informações mesmo depois de fechar a página em questão. Caso as janelas desses sites com suporte a comandos de voz sejam fechadas, aparece um pop-up disfarçado com um anúncio para manter o microfone ligado e, enquanto permanecer aberta, todos os ruídos continuarão a ser gravados sem que o internauta tenha conhecimento.

"Enquanto o Google Chrome estiver rodando, nada do que é dito próximo ao seu computador pode ser considerado privado", alerta o desenvolvedor. Tal afirma que descobriu o erro há quatro meses e o notificou ao Google, quando a empresa confirmou que, de fato, havia vulnerabilidades de segurança no navegador. No entanto, a companhia não corrigiu o bug, o que motivou Tal a criar um site para informar o público sobre o ocorrido.

Um porta-voz do Google revelou ao The Verge que o erro está sendo investigado. "Acreditamos que não existem ameaças imediatas, já que os usuários devem primeiro autorizar o acesso de reconhecimento por voz dos sites ao utilizar microfone", disse.

Vale lembrar que todo o acesso do Google Chrome ao microfone é determinado pelo próprio usuário, que deve alterar as configurações das extensões para garantir que as conversas não sejam escutadas por terceiros. Por isso é preciso ficar atento, já que cada vez mais sites e aplicativos fazem uso de algum sistema de reconhecimento de voz. "Autorizar os comandos por voz de um site será tão comum quanto conversar com a Siri", alerta Tal Ater.

Assista abaixo ao vídeo da demonstração feita por Tal sobre as gravações que o Chrome faz usando o microfone do computador:

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.