Valve demite 13 pessoas supostamente do setor de RV da empresa

Por Wagner Wakka | 08 de Março de 2019 às 11h25
Tudo sobre

Valve

Saiba tudo sobre Valve

Ver mais

A Valve confirmou a demissão de 13 pessoas no último mês. A suspeita é de que elas faziam parte do setor de realidade virtual da companhia. Os rumores começaram após um usuário chamado 2flock postar a informação sobre as demissões no Reddit nesta quinta-feira (7). A Valve confirmou que mandou os funcionários embora, mas não falou nada sobre quais seriam seus postos de trabalho.

“No último mês, 13 funcionários em regime integral foram demitidos e alguns de nossos contratos foram finalizados. É uma parte triste dos negócios, mas não representa grandes mudanças na companhia. Nós agradecemos a estas pessoas pela sua contribuição e desejamos a elas um bom futuro em suas empreitadas”, disse a empresa em nota ao The Verge.

No fórum, o usuário 2flock, quem se apresenta como um funcionário da Valve escondendo sua identidade, disse que isso é uma consequência na mudança de visão da companhia sobre desenvolvimento em realidade virtual. “Eles demitiram meio que metade do time de hardware recentemente… Imagino quanto tempo levará até que o restante receba o mesmo tratamento dado ao Jerry”.

A suspeita é de que o usuário esteja se referindo a Jeri Ellsworth, que foi demitido em 2013 da companhia. Ele era designer de hardware e trabalhava em produtos de realidade virtual, quando a companhia passou a focar em realidade aumentada. Por conta disso, ele acabou sendo demitido da companhia.

Além da confirmação da Valve sobre as demissões, outro ponto ressalta a confiança na conta 2flock de que tais fatos sejam verdadeiros. Foi este mesmo usuário quem vazou a informação de que a empresa estaria trabalhando em um novo headset de realidade virtual, o que se consolidou em seguida, dando credibilidade ao perfil.

Outro ponto é que Nat Brown, que fazia parte do time de realidade virtual da empresa, confirmou ser uma das pessoas demitidas pela Valve neste novo corte.

Atualmente, a empresa tem trabalhado em várias empreitadas voltadas para o desenvolvimento de tecnologias de realidade virtual. Em 2016, ela lançou, em parceria com a Vive, o HTC Vive, um dos melhores headsets atuais para games. No ano passado, ela também atualizou os controles para o Vive, mas passou a deixar o desenvolvimento concentrado nas mãos da sua parceira.

Ainda, uma outra reportagem da Variety aponta que a companhia não está desistindo totalmente de planos com realidade virtual. Vale lembrar que a Valve também disse que não haverá mudanças significativas na companhia.

Assim, é de se esperar que ela continue investindo em realidade virtual, mas com menos afinco. Isso porque outras empresas, como a NextVR e a Meta, estão anunciado cortes e fechamentos por conta de baixas expectativas do mercado.

Fonte: The Verge, Reddit, Variety

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.