Realidade virtual é criada para pessoas treinarem o momento de demitir alguém

Por Natalie Rosa | 15 de Agosto de 2019 às 18h15
Reprodução

Quem já esteve ou está em cargos superiores sabe que não é nada fácil precisar demitir alguém, independente de qual for o motivo. Mas, pensando em ajudar nessa dolorosa missão, a empresa Talespin, especializada em realidade virtual, criou o Barry Thompson.

Barry é uma realidade virtual classificada como "tecnologia humana virtual", criada para ajudar as pessoas a treinarem seus discursos de demissão. Kyle Jackson, CEO e cofundador da Talespin, conta que o objetivo do software é oferecer aos funcionários um "espaço seguro para a prática de situações interpessoais e desafiadoras, enquanto usam a inteligência artificial para dar forma a personagens emocionalmente realistas, estimulantes e desafiadores".

A companhia desenvolveu Barry utilizando tecnologias de reconhecimento de fala, inteligência artificial, processamento de linguagem natural, pontuação gamificada, feedback dinâmico, sistemas de gerenciamento de aprendizado empresarial e integração. Ele é capaz de conversar com uma pessoa real de forma fluida, exibindo emoções realistas e entendendo o contexto das situações apresentadas.

Imagem: Reprodução/Talespin

Mais realista do que você imagina

Barry Thompson tem aparência física realista, com cabelos grisalhos, bolsas sob os olhos que mostram cansaço e, possivelmente muitos anos de trabalho dedicados a uma empresa.

A reação do robô à notícia de que está sendo demitido pode variar de acordo com a forma na qual o humano está lidando com a situação. Ele pode ficar irritado e gritar, ou ainda chorar, mas também pode aceitar a informação com calma. Jackson conta que o usuário pode aprender com a experiência de conversa com Barry, fazendo ainda melhor da próxima vez.

Imagem: Reprodução/Talespin

As inteligências da Talespin estão sendo treinadas também para ensinar pessoas a fazerem partos, operar máquinas e a soldar. "Uma das vantagens da realidade virtual é que ela pode ser implementada para direcionar tanto o sistema de habilidades comportamentais quanto o sistema de habilidades cognitivas", complementa Jackson.

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.