Telefônica Brasil registra lucro de R$ 1,3 bilhão no primeiro trimestre de 2019

Por Felipe Ribeiro | 09 de Maio de 2019 às 10h23
Telefônica (Divulgação)

A Telefônica Brasil divulgou na manhã desta quinta-feira (9) seu balanço financeiro do primeiro trimestre de 2019. Segundo o documento, a empresa registrou lucro líquido de R$ 1,3 bilhão, com um crescimento de 22,2% em comparação ao mesmo período do ano passado. A receita líquida, por sua vez, cresceu 1,7% no comparativo anual, impulsionada pelo desempenho das receitas de serviço móvel, aparelhos e banda larga. Além disso, o fluxo de caixa livre da atividade de negócio apresentou crescimento de 16,1% no trimestre, atingindo R$ 1,2 bilhão.

O investimento da empresa no período somou R$ 1,7 bilhão, com crescimento de 9,6% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. O foco esteve na expansão da rede FTTH (fibra), que chegou a nove novas cidades no primeiro trimestre, e na ampliação da cobertura e capacidade das redes 4G e 4.5G.

O impacto positivo dos serviços em fibra é sentido também na receita de TV por assinatura, que, embora tenha se mantido estável no comparativo anual devido à estratégia de não priorizar tecnologias mais maduras, como DTH –, apresentou excelente performance no IPTV (TV por fibra), cuja receita expandiu 45,1%. O mesmo movimento ocorreu no volume de acessos, que cresceu 43,5% no comparativo anual.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Liderança no serviço móvel

No serviço móvel, a Vivo/Telefónica segue na liderança isolada, com participação de mercado de 32,1% – registrada em março de 2019 –, 7,5 pontos percentuais acima do segundo colocado. Na tecnologia 4G, a Vivo também segue líder, com participação de 31,2%.

A receita líquida móvel registrou crescimento de 4,7% no período, influenciada, principalmente, pelo crescimento de 8% da receita de dados e serviços digitais – que já representa 82,4% de toda a receita líquida móvel –, pela migração de clientes para planos pós-pago com maior valor e pela maior receita de aparelhos, que apresentou expressivo aumento de 55,1% no trimestre.

No mercado de Machine-to-Machine (M2M), a base de acessos segue em forte expansão e atingiu 8,7 milhões de clientes em março de 2019, representando um crescimento de 30,1% quando comparado ao ano anterior. A Vivo segue como líder neste negócio, com 41% de market share.

Banda larga também trouxe bons resultados

A receita de banda larga cresceu 12,6% no primeiro trimestre, impulsionada pela receita de FTTH (Internet por fibra), que representou 31,6% de toda a receita do segmento, e cresceu 49,6% no comparativo anual.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.