Sony espera ter o melhor resultado de sua história em 2017

Por Redação | 01 de Novembro de 2017 às 10h11
TUDO SOBRE

Sony

A Sony anunciou que está se preparando para o que pode ser o melhor resultado financeiro de sua história, um fruto definitivo dos esforços de reestruturação que vem acontecendo há alguns anos, sob a batuta de seu mais recente CEO, Kaz Hirai. A expectativa de lucros até o final de 2017 é de US$ 5,57 bilhões, um aumento de 26% em relação ao que a empresa acreditava que iria obter originalmente.

É um resultado, também, 20% maior em relação ao melhor já registrado em sua história, no ano de 1996. Na época, o negócio de televisores da Sony ia de vento em popa, com ela se solidificando como uma das maiores marcas desse mercado, além de estar experimentando dois sucessos estrondosos em divisões recém-lançadas: a de filmes, com o lançamento do primeiro Homens de Preto, e a de games, com o PlayStation ganhando cada vez mais corpo para se tornar um dos maiores aparelhos daquela geração.

Com o passar dos anos, entretanto, muita coisa mudou e a empresa viu seus números caindo a cada ano, a ponto de perder a liderança em alguns mercados e até mesmo ter de passar algumas de suas divisões adiante, como a de computadores pessoais. Apesar de alguns vacilos pelo caminho, principalmente na geração anterior, uma das poucas coisas que ficaram inalteradas na Sony foi a prevalência da marca PlayStation como um de seus maiores geradores de ganhos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Foi justamente por isso que Kaz Hirai, antigo presidente da divisão de entretenimento eletrônico, foi alçado ao cargo de CEO da Sony, em 2012. Desde então, ele lidera esforços de reorganização que tornaram os setores de videogames e sensores para câmeras digitais como os principais da empresa, levando à reversão das perdas e aos resultados positivos que vemos nos últimos anos.

A estimativa de ganhos recordes da Sony é maior até mesmo que as expectativas de analistas, que esperavam lucros totais de US$ 5,1 bilhões. O motivo para aumento na estimativa oficial da empresa seria o aumento de mais de 350% nos ganhos registrados entre julho e setembro deste ano, meses costumeiramente fracos para a indústria.

Apesar de comemorarem os resultados e trazerem as boas novas com um sorriso no rosto, o diretor financeiro da companhia, Kenichiro Yoshida, afirma que o caminho ainda é longo. Segundo ele, a obtenção de um recorde histórico de faturamento é uma grande notícia, mas também uma prova de que a empresa foi incapaz de crescer ao longo dos últimos 20 anos.

Agora, o desafio continua e se torna mais difícil. Na visão do executivo, a reversão dos resultados negativos é fruto de decisões acertadas, reorganização e trabalho duro; mais difícil, entretanto, é manter o franco crescimento que a Sony vem experimentando nos últimos anos. Segundo Yoshida, esse vem sendo o principal tópico discutido nas reuniões da diretoria, que já teria planos de manter o movimento, pelo menos, em médio prazo.

Entre as iniciativas já em andamento que podem auxiliar nesse sentido estão o investimento em tecnologias de inteligência artificial e mais parcerias com fabricantes chineses de smartphone, mantendo o ritmo acelerado de entrega de sensores de imagem. Além disso, a empresa pretende reviver sua linha de animais robóticos para crianças e melhorar os resultados dos trabalhos relacionados à realidade virtual, principalmente no que toca a integração dessas tecnologias com filmes e músicas de seu portfólio.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.