Usuário acessa Facebook de outra pessoa por conta de número antigo de telefone

Por Wagner Wakka | 07 de Fevereiro de 2019 às 21h20
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

É possível que sua conta do Facebook possa ser acessada por outra pessoa que tenha um número antigo seu. Um usuário revelou ao Venture Beat que conseguiu acidentalmente entrar em uma conta de que não é dele, somente pelo número de telefone.

O rapaz chamado Elliott Beck disse que tentou acessar uma conta que estava inativa há perto de um ano para enviar convites de casamento. Contudo, por conta do longo período fora da plataforma, ele não se lembrava da senha. Foi aí que tentou recuperar o acesso usando o número de telefone antigo, que era vinculado à conta. Então ele percebeu que estava no perfil de uma outra pessoa, e mesmo que ele tenha saído da página e entrado usando seu e-mail, o perfil ainda se mantinha lá como se fosse um secundário do próprio Beck, que na sequência entrou em contato com o Facebook — que corrigiu o problema e retirou o acesso indevido na mesma hora.

O problema, segundo a empresa informou, é que ambos usuários tinham o mesmo número de telefone cadastrados na rede social. Isso acontece porque empresas de telefonia tem reciclado números inativos e revendido estas linhas para novos usuários. Por este motivo, o Facebook alerta para que as pessoas ou mantenham seus perfis atualizados, ou retirem dados antigos que não estão mais em uso.

Em casos duplicados como este, a rede social geralmente avisa o usuário da linha antiga de que uma nova pessoa cadastrou um número igual em seu sistema, exatamente para evitar este tipo de problema. Beck, contudo, disse que não recebeu nenhum alerta de que alguém poderia ter usado o número de celular que um dia já foi seu, vinculado àquela conta antiga.

Segundo o pesquisador Linus Särud da startup Detectify, este problema é mais comum do que se imagina para serviços associados a números de telefones, como casos ocorrendo também com o Lyft, por exemplo. “Isso é sobre conveniência e segurança. As companhias poderia ter de re-verificar seu número de telefone de tempos em tempos, mas os usuários poderiam achar que isso tomaria muito tempo", disse.

Por conta disso, Beck passou a considerar melhor as informações que oferece para a plataforma. “Quando eu era uma criança, eu usava [o Facebook] o tempo todo e coloquei todas as minhas informações lá”, recordando. Agora, ele disse que não só pretende continuar fora da rede, como quer fazer uma limpa nos dados que o Facebook ainda pode ter a seu respeito.

Fonte: Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.