Uber é criticada por anúncio sexista na Índia

Por Redação | 19 de Setembro de 2017 às 10h16

Uma nova polêmica na qual a Uber se viu envolvida nesse começo de semana mostra que os esforços de adequação e melhoria internos podem não estar se aplicando a toda a companhia. Um anúncio veiculado na Índia, mais uma vez, colocou a empresa sob fogo ao propagar o antigo estereótipo de que “lugar de mulher é na cozinha”.

Em uma propaganda para o “Wife Appreciation Day”, espécie de “Dia da Esposa” comemorado no terceiro domingo de setembro no país, o serviço UberEATS era divulgado. A ideia do anúncio era incentivar os maridos a pedirem comida pelo telefone de forma que as mulheres pudessem ter “um dia de folga da cozinha”. Isso, ao lado da foto de uma fazendo uma salada com um sorriso no rosto.

Anúncio do serviço UberEATS gerou críticas de usuários nas redes sociais.

O anúncio foi veiculado no Twitter e também no próprio aplicativo da Uber, com direito a mesma mensagem e um código promocional de desconto em pedidos do serviço EATS. A mensagem, claro, foi duramente criticada na rede social, o que prontificou uma ação rápida por parte da empresa, que já retirou a promoção e também a publicidade do ar.

A diretora de marcas da Uber, Bozoma Saint John, foi uma das primeiras a se pronunciar, afirmando que “cuidaria disso” pois se tratava de algo “completamente inaceitável”. Ela foi alertada para o caso pelo próprio Twitter, por onde, também, a própria empresa se pronunciou pedindo desculpas aos usuários e admitindo que a mensagem passada pela propaganda é inapropriada.

A empresa passa atualmente por um processo de mudança que envolveu até mesmo a troca de seu CEO, Travis Kalanick. Com a saída do fundador e diretor, a companhia deseja passar uma mensagem de que está adotando medidas diferentes tanto interna quanto externamente, de forma a trazer mais segurança e confiabilidade aos passageiros que utilizam a plataforma.

Fonte: Mashable

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.