Twitter anuncia medidas para o combate ao discurso de ódio na plataforma

Por Thaís Augusto | 16 de Abril de 2019 às 17h07
Tudo sobre

Twitter

Saiba tudo sobre Twitter

Ver mais

O Twitter anunciou nesta terça-feira (16) que será mais proativo na batalha contra o assédio dentro se sua plataforma. A empresa vinha sofrendo pressão para criar novas medidas no combate aos tweets que violam as regras da rede social.

A empresa disse que costumava apenas revisar os tweets abusivos denunciados por usuários. Agora, o Twitter usará uma tecnologia para identificar mensagens que espalham discursos de ódio, ameaças e conteúdos similares.

"As pessoas que não se sentem seguras no Twitter não devem se sobrecarregar para denunciar abusos", disse Donald Hicks, chefe dos serviços do Twitter, e David Gasca, líder de produtos de saúde do Twitter, em publicação no blog da empresa.

Twitter diz que será mais proativo no combate aos tweets abusivos

A tecnologia já está em ação. Cerca de 38% do conteúdo que viola as regras do Twitter foi sinalizado pela própria empresa, que diz ter usado o novo recurso para encontrar os tweets. Isso é acima do 0% que havia sido registrado durante o mesmo período do ano passado. Ainda assim, o Twitter ficou para trás de outras redes sociais, como o Facebook, que também usa inteligência artificial para identificar conteúdo ofensivo antes que um usuário o denuncie.

O Twitter tem sido criticado por ser um "lugar tóxico", especialmente para as mulheres. No ano passado, um estudo da Anistia Internacional e da Element AI descobriu que várias profissionais do jornalismo e da política recebiam tweets "abusivos" ou "problemáticos" a cada 30 segundos, em média.

A rede social também anunciou em comunicado que está reprimindo usuários que tentam criar uma nova conta após suspensão. De acordo com o Twitter, 100 mil contas foram impedidas de serem criadas entre janeiro e março deste ano. Isso representa um aumento de 45% na comparação com 2018.

Ainda de acordo com o Twitter, novas mudanças serão anunciadas nos próximos meses. A empresa adiantou que estuda uma sinalização em tweets que violam as regras da empresa, mas que continuam ativos porque são de interesse público.

Atualmente, a rede social conta com 321 milhões de usuários ativos por mês. O Twitter está disponível para download em dispositivos Android e iOS.

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.