Twitch compra rede social Bebo para ampliar presença nos eSports

Por Felipe Ribeiro | 21 de Junho de 2019 às 10h49
Geekwire

A Bebo, rede social que há algum tempo vem perdendo espaço, foi adquirida pela Twitch, a plataforma de streaming de vídeo de propriedade da Amazon. Juntas, elas trabalharão na criação de uma ferramenta de eSports da Twitch, a Twitch Rivals. A informação veio de um porta-voz da empresa, que confirmou a negociação ao TechCrunch; porém, nenhuma palavra oficial veio da empresa ainda.

Pelo que foi apurado, a Twitch pagou US$ 25 milhões (R$ 96 milhões, na cotação atual) pela Bebo no início deste mês, depois de derrotar pelo menos dois outros concorrentes: a Discord (que por sua vez está construindo seu próprio negócio de eSports) e o Facebook, que chegou a oferecer US$ 20 milhões (R$ 77,40 milhões).

O que é Bebo?

Foi uma longa e sinuosa estrada para a Bebo ao longo dos anos. Iniciado em 2005 por Michael e Xochi Birch como uma redes social, a Bebo rapidamente se tornou líder de mercado em alguns países de língua inglesa, especificamente Reino Unido e Irlanda. A trajetória de crescimento da plataforma e a maior oportunidade em social foram suficientes para que ela fosse adquirida por cerca de US$ 850 milhões (R$ 3,289 bilhões) pela AOL em 2008, aparentemente superando uma série de outras grandes empresas de tecnologia e mídia interessadas em obter sua própria plataforma de mídia social. Mas o acordo foi um fracasso consumado, com a rede sendo vendida dois anos depois para a Criterion Capital por US$ 25 milhões.

Imagem: Bebo/Divulgação

Apesar do valor de venda muito abaixo do que havia sido pago pela AOL, os US$ 25 milhões ainda acabaram saindo muito caro. Prova disso é que anos depois a Bebo pediu recuperação judicial e os Birches, seus fundadores originais, a recompraram em 2013 por apenas US$ 1 milhão e prometeram reinventá-la.

E assim eles fizeram, colocando em prática uma pequena equipe liderada por Shaan Puri, que trabalhou em várias idéias para ver quais deles poderiam aproveitar.

Rede social de eSports

De acordo com um relatório do eMarketer, os eSports atraíram cerca de 400 milhões de usuários em 2018 e arrecadaram US$ 869 milhões (R$ 3,3 bilhões) em patrocínios, salários de jogadores jogadores e publicidade. OK, mas onde é que entra a Bebo neste cenário? A rede social estava, extraoficialmente, ajudando a organizar e construir essas comunidades competitivas. E isso, agora, está se conectando perfeitamente com o Twitch, com a criação do Twitch Rivals, que, com a aquisição da Bebo, se tornará mais palpável e funcional.

Resta aguardar os próximos capitulos e o anúncio oficial.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.