Trending topics do Twitter estão sendo tomados por bots pornográficos

Por Rafael Arbulu | 21 de Agosto de 2019 às 20h50
(Captura de Imagem: Edgar Alvarez/Engadget)
Tudo sobre

Twitter

Saiba tudo sobre Twitter

Ver mais

Nem demorou nada: depois de um tempinho invadindo os comentários de posts no Instagram, os bots pornográficos encontraram uma nova casa nos trending topics do Twitter. As contas automatizadas seguem o mesmo padrão de comportamento, redirecionando usuários desavisados a páginas duvidosas onde são pedidas informações pessoais como nome, endereço e, dependendo do caso, cartões de crédito.

O caso foi percebido primeiro pelo jornalista Edgar Alvarez, do Engadget, que estava rodando pelos tópicos mais aquecidos do Twitter quando notou um padrão de comportamento já conhecido: contas bot estão comentando em posts e respostas a usuários reais, com mensagens bastante sugestivas, tal qual aconteceu no Instagram há algum tempo.

A diferença aqui é a de que, enquanto no Instagram não se pode postar imagens em comentários, no Twitter essa regra não existe. Assim sendo, as “respostas” dos bots incluem imagens de meninas portentosas de biquini, mulheres em poses sugestivas e legendas bastante…..”diretas ao ponto”, vamos dizer.

Exemplo de interação com bot de spams pornográficos no Twitter: contas falsas foram criadas neste mês de agosto e redirecionam para páignas pornográficas que buscam coletar dados de internautas sem cautela (Captura de Imagem: Edgar Alvarez/Engadget)

O Canaltech tentou identificar se isso é uma tendência globalizada, mas, ao menos em uma pesquisa relativamente rasa, não conseguimos aferir resultados de bots ou pornografia em hashtags como “#PrayForAmazonas” ou outras que adquiriram alto tráfego no Brasil no dia de hoje.

No caso do Engadget, algumas hashtags traziam respostas: menções à empresa US Steel (que promoveu desligamentos de funcionários na última semana) tinham participações dos perfis automatizados. O mesmo vale para o perfil da atriz Amy Adams (Batman vs. Superman; Liga da Justiça), que fez aniversário recentemente.

Alvarez ressaltou ainda que os perfis foram vistos dentro da aba “Top” e não na aba de interações mais recentes. Isso basicamente significa que estes seriam os primeiros tuítes que usuários veriam ao abrir qualquer assunto mais acalorado. Ademais, todas as contas haviam sido criadas neste mês de agosto e faziam uso da função de “Fixar tuíte” no topo da página, com links de redirecionamento.

O Twitter confirmou ao Engadget que está trabalhando para remover as contas identificadas, ressaltando que há casos em que a empresa acabe não vendo alguns perfis e que, diante disso, usuários têm a opção de denunciá-los. A rede social também reiterou que, embora ela não proíba a exibição de nudez ou conteúdo sexualmente explícito, seus termos de uso efetivamente desaprovam que tal material seja postado em áreas mais sensíveis da plataforma, como vídeos ao vivo e a aba “Explorar”.

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.