PM do Rio transmite suicídio ao vivo no Facebook

Por Redação | 29 de Janeiro de 2017 às 15h30

Um policial militar do Rio de Janeiro se suicidou e transmitiu tudo ao vivo, na madrugada deste domingo (29), no Facebook. Douglas de Jesus Vieira, 28 anos, estava lotado há seis anos no 24º BPM (Queimados) e se matou em sua própria casa em Brás de Pina, na Zona Norte da capital fluminense. As imagens foram veiculadas no perfil pessoal do policial na rede social.

Durante a transmissão, Douglas se comunicou com várias pessoas antes de consumar o ato, até mirar a arma contra sua própria cabeça e puxar o gatilho. No início do vídeo, ele saudou os espectadores e desafiou quem tivesse coragem de ver a cena. "E aí, tranquilidade? Tamo junto. Quero ver quem tem disposição para ver bagulho ao vivo. Quem não tem estômago, mete o pé. O bagulho vai ficar doido agora".

PM Douglas, durante transmissão ao vivo do suicídio (Facebook)

Após sua morte, o 16º BPM (Olaria) se deslocou até o local, e encontrou o policial morto em sua cama, com uma pistola Taurus a seu lado e cinco munições. Eles apreenderam a arma e o celular que Douglas usou para fazer a transmissão. O vídeo já foi removido da página do policial, mas várias cópias ainda circulam pelas redes sociais.

A PM do Rio confirmou a morte do policial mas não deu mais informações sobre socorro ou motivo por trás do suicídio. A perícia da Polícia Civil também não se pronunciou.

Comentários nas redes sociais dão conta de que Vieira estava com problemas financeiros. No último dia 11, o rapaz postou queixas sobre a falta de salário dos policiais, uma vez que receberam o salário de dezembro no último dia 18. O 13º de 2016 também sofreu atraso. "Eu preciso receber. As minhas contas vão vencer, Pezão", disse Douglas no Facebook há poucos dias.

De acordo com o jornal Extra, o padrinho do agente afirmou que ele tinha outros motivos para estar infeliz, como um divórcio em andamento e a necessidade de realizar trabalhos extras para complementar a renda. O jovem também tinha histórico de depressão e já havia tentado suicido anteriormente, ingerindo bebidas e medicamentos.

Douglas deixa uma filha de um ano.

Com informações da Folha de S.Paulo e do jornal Extra.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.