Perfis suspeitos de ofensas raciais à atriz Taís Araújo terão sigilo quebrado

Por Redação | 05 de Novembro de 2015 às 19h00
photo_camera Reprodução/Facebook

O caso de ofensas raciais sofridas pela atriz Taís Araújo está sendo investigado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro A corporação informou nesta quinta-feira (5) que vai quebrar o sigilo de aproximadamente 30 perfis do Facebook suspeitos de praticar injúrias raciais contra a protagonista da série Mister Brau, da Rede Globo.

Os investigadores afirmam que os perfis podem ser rastreados mesmo que tenham sido excluídos da rede social. Além disso, de acordo com o delegado Alexandre Thiers, que cuida do caso, a Polícia Civil já identificou todos os suspeitos, que moram no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Ainda conforme Thiers, foi identificada uma possível ligação entre todos os perfis. Caso isso seja confirmado, o grupo pode ser indiciado por formação de quadrilha para a prática de crimes de injúria racial e preconceito. Se condenados, os suspeitos podem receber uma pena de ate três anos de reclusão.

Por meio de nota, Taís Araújo afirmou que tomou a decisão de levar o caso para a Justiça por saber que não se trata de um evento isolado. “Presto depoimento porque sei que meu caso não é isolado e é exatamente o que acontece com milhares de outros negros no País”, informou.

Relembre o caso

No último domingo (1), a global Taís Araújo foi alvo de uma série de ofensas raciais em sua página do Facebook. As injúrias surgiram em uma foto postada pela artista em sua página oficial na rede social. Pouco depois, ela se manifestou lamentando o ocorrido e afirmando que tomaria as devidas providências para levar os racistas à justiça.

"É muito chato, em 2015, ainda ter que falar sobre isso, mas não podemos nos calar", escreveu a atriz. "Na última noite, recebi uma série de ataques racistas na minha página. Absolutamente tudo está registrado e será enviado à polícia federal. E eu não vou apagar nenhum desses comentários. Faço questão que todos sintam o mesmo que senti: a vergonha de ainda ter gente covarde e pequena nesse país, além do sentimento de pena dessa gente tão pobre de espírito". Leia o comunicado de Taís na íntegra.

Fontes: Brasil Post, Veja São Paulo, G1, Estadão

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.