Myspace ainda existe e deve ser vendido mais uma vez

Por Wagner Wakka | 23 de Abril de 2018 às 17h03

O Mysapce já foi uma das grandes redes sociais em seus anos de ouro, ao menos nos Estados Unidos antes da chegada avassaladora do Facebook. Sem força no mercado atual, a empresa Meredith, que adquiriu a Time Inc. em 2017, agora está estudando a possibilidade de vender a rede social.

Em puro ostracismo, vale lembrar um pouco do passado recente do Myspace. Criada em 2003, a rede social ganhou muita projeção na década passada, com grande público até meados de 2010. Ali, muitos artistas musicais, incluindo aqueles independentes, liberavam lançamentos antes que chegassem às prateleiras, e o público ávido por novidades musicais teve grande papel na popularização do Myspace. Os números mais recentes datam de 2016, quando a empresa divulgou ainda ter 50 milhões de visitas por mês.

Mas, em 2011, ela foi vendida a uma companhia de anúncios digitais chamada Viant Technology, pelo valor de US$ 35 milhões. Em 2016, entrentanto, a Time Inc. comprou a Viant, e, por tabela, também o Myspace. No ano passado, a Meredith fez uma ação parecida, ao comprar a Time Inc. e levar a rede social no pacote.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Contudo, a empresa não parece mais estar interessada em manter o Myspace. Em matéria do Wall Street, a Meredith disse que está avaliando possíveis compradores, já que, após a compra da Time, passou a reduzir o portfólio da empresa. Além da rede social, ainda há interesse em vender grandes publicações, como Time, Sports Illustrated, Fortune e Money.

Até o momento a empresa não revelou por quanto gostaria de vender o Myspace.

Fonte: Fast Company

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.