Mark Zuckerberg vai depor sobre o caso "Cambrigde Analytica" no dia 11 de abril

Por Natalie Rosa | 04 de Abril de 2018 às 12h55
Axios
Tudo sobre

Facebook

O Congresso norte-americano confirmou que Mark Zuckerberg vai depor para tratar do escândalo da Cambridge Analytica, que obteve acesso não-autorizado a dados pessoais de 50 milhões de usuários do Facebook para a campanha presidencial de Donald Trump.

O CEO do Facebook vai enfrentar o Comitê de Energia e Comércio no dia 11 de abril, segundo membros do Congresso. 

"Esta audiência será uma oportunidade para termos uma luz sobre questões críticas que envolvem problemas relacionados à privacidade de dados dos consumidores e ajudar os americanos a entenderem o que acontece com suas informações pessoais online. Agradecemos a disposição do Sr. Zuckerberg em testemunhar em frente ao comitê e esperamos que ele responda todas as nossas questões no dia 11 de abril", diz um comunicado oficial.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Polêmica

Em março veio à tona a polêmica de que a empresa de análise de dados Cambrigde Analytica utilizou informações de 50 milhões de usuários do Facebook em campanhas publicitárias, todas a favor do atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Documentos que comprovam o caso foram vazados por Christopher Wyllie, um dos responsáveis pela criação da Cambridge Analytica, que ainda revelou como os dados foram obtidos.

Esta será a primeira aparição judicial de Zuckerberg após a polêmica. Em casos anteriores, o executivo havia enviado outros funcionários para testemunhar em nome do Facebook. De acordo com um porta-voz da rede social, outros pedidos de depoimento ao Senado e a comitês judiciários estão em andamento.

Fonte: Quartz

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.