Facebook pode integrar mensagens de Instagram e Messenger

Por Wagner Wakka | 09 de Agosto de 2019 às 18h05
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

O Facebook pode integrar os sistemas de mensagens diretas do Instagram com o app Messenger em breve. A informação vem de pessoas próximas ao projeto que divulgaram as informações ao canal de notícias Bloomberg.

Com isso, usuários que receberem mensagens dentro do Instagram poderiam usar o Messenger também para conversar e vice-versa. Após o lançamento do Stories, o número de mensagens trocadas na rede social, primeiramente voltada para fotos e vídeos, aumentou. Contudo, a agilidade e ferramentas de conversas dentro do app não acompanharam o crescimento da demanda.

Com isso, engenheiros estão criando um chat para Instagram, cuja API que poderia ligar estas duas plataformas. Como consequência, o time responsável pelas mensagens diretas do Instagram está trabalhando com o grupo do Messenger, segundo as fontes consultadas pelo site.

Apesar das modificações, o Instagram deve continuar com as “directs” como nome, sendo que a mudança será apenas de infraestrutura.

A movimentação pode ser um primeiro passo para um desejo ainda maior da plataforma. No ano passado, o CEO da empresa, Mark Zuckerberg, já tinha dito que gostaria que todos os apps de mensagem do Facebook fossem integrados entre si. Assim, usuários poderiam ver e responder a amigos, independente de qual rede estejam.

Internamente, a movimentação não é vista com os melhores olhos. Isso porque Instagram e WhatsApp não recebem toda crítica que é direcionada ao Facebook. Ou seja, a separação dos serviços em diferentes produtos ajuda a manter uma barreira contra todos os problemas enfrentados pela companhia-mãe.

Apesar das informações apresentadas pela Bloomberg, os executivos de produto do Instagram e do Messenger não quiseram comentar a movimentação. Atualmente, os dois apps já são interligados pelo Stories, o qual permite que uma mesma publicação seja compartilhada diretamente em ambas redes com apenas um toque.

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.