Publicidade

Xena confirma romance lésbico nas HQs 24 anos depois da estreia

Por| 27 de Fevereiro de 2024 às 20h38

Link copiado!

Renaissance Pictures
Renaissance Pictures

Foram necessários longos 24 anos, mas o aguardado beijo que confirmaria um dos romances lésbicos mais comentados da TV, finalmente apareceu com clareza nas páginas dos quadrinhos oficiais de Xena: A Pricesa Guerreira. A HQ que serviu como continuação para a atração das telinhas finalmente mostrou um beijo entre Xena e Gabrielle.

Atualmente pode ser até comum vermos um romance gay na TV, nos cinemas, nos quadrinhos e nos games. Mas não há muito tempo, nos anos 1990, isso era inconcebível. Embora a sociedade já estivesse discutindo com mais informações, de forma mais democrática e transparente, a relação entre pessoas do mesmo gênero era vista como um “absurdo” para os padrões tradicionais da família brasileira.

Hoje, com tantos esclarecimentos, já é possível entender que gênero e sexualidade são coisas tão particulares e pessoais que chega a ser difícil colocar tanta gente em apenas um dos vários rótulos disponíveis — diga-se de passagem, isso nem importa tanto assim, afinal as pessoas são muito mais complexas do que qualquer resumo.

Continua após a publicidade

Em, em um mundo mais esclarecido, o entretenimento finalmente encontrou uma forma de validar um romance velado de 1995 a 2001, entre a princesa guerreira Xena e sua eterna parceira Gabrielle. Na época, todo mundo sabia que existia muito mais do que apenas a companhia de uma grande amizade — e muitos ficaram frustrados de ver o show acabar sem a confirmação disso.

Xena: Warrior Princess #2, publicado em 2019 estabelece definitivamente Xena e Gabrielle como amantes, com a edição de estreia da sequência em quadrinhos apresentando a dupla dormindo na cama juntos. As cenas seguintes das HQs retratam um romance de longa data, validando muitos dos momentos mais íntimos da série de TV. 

Com isso a série integra casualmente a teoria do romance Xena e Gabrielle no cânone. Para uma história rica em subtextos queer, mas impedida de deixar isso claro na época, a validação disso em quadrinhos provou ser um marco importante na trajetória da atração e dos seus próprios fãs e criadores.

Continua após a publicidade

E vale destacar que a minissérie terminou confirmando que Xena e Gabrielle não são apenas um casal, assim como também uma dupla dedicada e amorosa: elas se beijam em uma cena crepuscular, deixando desde já um caminho aberto e mais amplo para a volta das duas guerreiras no futuro breve.