Stan Lee, ícone dos quadrinhos, morre aos 95 anos

Por Wagner Wakka | 12 de Novembro de 2018 às 17h56
Captura/YouTube

Stan Lee, um dos mais famosos quadrinistas da história, faleceu na tarde desta segunda-feira (12), aos 95 anos. A informação é do Hollywood Reporter. Um familiar teria informado ao veículo sobre a morte do ícone do quadrinhos, mas a causa ainda não foi revelada.

Lee estreou nesse universo em 1939 e, desde então, foi responsável pela criação de grande parte dos maiores heróis da atualidade, como Pantera negra, Homem-Aranha, Homem de Ferro, Hulk, Demolidor, Thor, X-Men e muitos outros. Os quadrinista morreu no Cedars-Sinai Medical Center, em Los Angeles.

Junto com outros artistas, Lee foi um dos responsáveis por alçar a Marvel ao topo do entretenimento mundial de quadrinhos e, agora, para os cinemas. Um dos motivos disso seria que ele passou a colocar personalidade em seu personagens, não somente os poderes tão comuns aos quadrinhos de antigamente. Foi assim que na década de 1960 ele transformou heróis como Spider-Man e X-Men no que são hoje.

Nos últimos anos, ele tinha feito pequenas aparições especiais nos filmes da Marvel e contribuindo efetivamente pouco, por conta da idade já avançada. Em julho deste ano, houve uma denúncia de que pessoas estavam tentando usar de sua velhice para tomar vantagens econômicas.

A sua última obra publicada foi a autobiografia chamada Excelsior! The Amazing Life of Stan Lee. A fortuna de Lee está estimada em US$ 70 milhões e deve ficar para a sua única filha viva, J.C Lee, e seu irmão mais novo Larry Lieber, também escritor. A sua mulher, Joan Lee, morreu em 2017.

Fonte: Hollywood Reporter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.