J.J. Abrams e seu filho chocam a sociedade com nova HQ do Homem-Aranha

Por Claudio Yuge | 18 de Setembro de 2019 às 18h40
Tudo sobre

Marvel

Saiba tudo sobre Marvel

Ver mais

Quando J.J. Abrams foi anunciado como autor de um novo projeto, ao lado de seu filho, em uma nova série limitada do Homem-Aranha, todo mundo ficou na expectativa. Afinal, ele sempre tem ideias interessantes na manga e a história teria também os desenhos de Sara Pichelli, uma estrela em ascensão. Eis que a primeira edição chega às bancas nesta quarta-feira (18) — e já vem chocando a sociedade.

Cuidado, alguns spoilers à frente, se não quiser saber, saia correndo daqui agora!

Em primeiro lugar, porque não se trata exatamente de uma história convencional de nosso querido Peter Parker. Um novo vilão, chamado de Cadaverous, aparece na jogada e simplesmente mata Mary Jane — em uma sequência que lembra muito o assassinato de outro amor do Amigo da Vizinhança, Gwen Stacy.

(Imagem: Marvel Comics)

Em seguida, nos damos conta que se trata de uma realidade alternativa em que Peter abandona o manto do Homem-Aranha. E eis que surge… Ben Parker, seu filho com MJ, que, ao ser incentivado por Tia May encontra uma caixa com cartas e fotos de seus pais, junto com um certo uniforme.

(Imagem: Marvel Comics)

E aí você se dá conta a importância de Henry Abrams como coescritor da história, ao lado de seu pai. Essa é uma reinvenção da própria origem do Homem-Aranha, revitalizada para um nova geração, que pode ver agora Ben Parker seguir os passos de seu pai.

Embora não aconteça no universo tradicional, na Terra-616, vários dos elementos tradicionais estão presentes, inclusive, se não fosse por esses acontecimentos, a trama poderia ser ambientada na cronologia oficial. Vale destacar aqui as prévias de pedidos da revista vieram com uma descrição que escondeu perfeitamente as revelações.

Ben e seu pai maneta, Peter Parker (Imagem: Marvel Comics)

A edição tem uma narrativa muito boa e com certeza deve influenciar bastante o Aranhaverso daqui para frente. E, claro, vale dar uma espiada como o Amigo da Vizinhança ganhou um “reboot” sem que a Marvel Comics tenha que sacrificar sua linha tradicional. Ainda não há previsão de quantos números a revista vai durar, mas é promissora desde já — principalmente por conta da dinâmica entre Ben e Peter Parker.

Fonte: Comic Book Resources  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.