Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Elogiada HQ de terror do criador de The Boys ganha edição nacional

Por| 16 de Agosto de 2023 às 14h00

Link copiado!

Aftershock/Alta Geek
Aftershock/Alta Geek

Garth Ennis, o criador de The Boys, já foi um dos mais disputados roteiristas entre meados de 1990 e início de 2000. Contudo, seus roteiros passaram a ser formulaicos demais, e seu humor sombrio ultrapassou os limites do mau gosto, e sua carreira passou por grande declínio na última década. Eis que a minissérie de terror Um Passeio no Inferno conseguiu retomar seus melhores momentos, e agora sua conclusão ganha uma edição nacional pela editora Alta Geek.

Antes de falar sobre essa exata edição, só vamos lembrar um pouco quem é Garth Ennis e o que significa essa retomada com Um Passeio no Inferno. O escritor irlandês, atualmente com 53 anos, teve uma ascensão meteórica nos Estados Unidos, principalmente com sua passagem por Hellblazer, em uma das melhores fases de John Constantine; e da criação de Preacher.

Ele ainda teve ótimas HQs com Hitman,Soldado Desconhecido e sua passagem pelo Justiceiro. Nessa época, seu estilo explosivo, com ultraviolência e humor corrosivo, combinavam bastante com o período em que nomes como Quentin Tarantino e Guy Ritchie também exibiam estilo semelhante no cinema, com Pulp Fiction — Tempos de Violência e Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes.

Continua após a publicidade

Mas até com The Boys, já entrando em meados de 2000, Ennis passou a se repetir demais, e sua visão pervertida sobre super-heróis, além de personagens “machões” ex-militares começaram a incomodar, principalmente quando o mau gosto de suas “piadinhas” passaram do limite de algo útil para a narrativa — era mesmo algo só para chocar, sem muito sentido.

Depois disso, ele passou os anos 2010 recomeçando em estúdios menores, com vários lampejos daquele Ennis que tanto fez sucesso nos anos 1990. Até que seu trabalho voltou a ficar consistente novamente, inclusive com a HQ que começamos falando no início deste texto. Aliás, em 2021, já nessa nova fase, o escritor, que acumulou vários Eisner Awards, foi premiado novamente como Melhor Roteirista pelo Irish Comics News Awards.

Um Passeio No Inferno é uma ótima obra de terror com edição nacional

Continua após a publicidade

“Os pecados podem selar o destino de uma pessoa? E se a verdade cobrasse um preço terrível? Essas são algumas das perguntas que são respondidas no volume final da duologia Um Passeio No Inferno”, essa é a sinopse básica da editora brasileira Alta Geek para a obra originalmente lançada por Ennis pela Aftershock entre 2019 e 2020.

Um Passeio no Inferno mostra a jornada de dois agentes especiais do FBI, Shaw e McGregor, que transitam entre o cotidiano banal de uma trama policial procedural e a crueldade da mente humana turbinada por elementos sobrenaturais. Tudo é alimentado por imagens violentas que beiram a escatologia nas ilustrações de Goran Sudzuka, algo comum nas obras de Ennis.

Continua após a publicidade

Tudo bem que não se trata de algo assim muito brilhante ou algo assim imprescindível para os fãs do gênero, mas é um HQ de terror que consegue achar um espaço interessante no momento de pós-terror que vivemos no Cinema. E, para quem já gostou algum dia do trabalho de Ennis, é curioso vê-lo novamente em boa forma, em um momento mais maduro, embora com alguns mesmos vícios de narrativa.