Justiça proíbe o uso de termos concorrentes em ferramentas de adwords

Por Redação | 10 de Janeiro de 2018 às 09h52
photo_camera Raffcom

A partir de agora, as empresas não podem mais usar o nome de produtos concorrentes para a indexação de termos nas buscas do Google, como é feito na ferramenta Adwords. A medida foi aplicada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo depois que uma empresa comprou a palavra "Neocom" para aparecer no topo das pesquisas, sabendo que uma concorrente já usava o termo em seus produtos.

A companhia foi condenada pela Justiça a não só parar de usar a palavra, como também pagar uma indenização de R$ 15 mil à Neocom, fabricante de divisórias e armários sanitários. A acusada afirmou que a palavra Neocom é um termo genérico, comparando a outras palavras que remetem a marcas famosas e não ao produto em si.

De acordo com o desembargador responsável pela ação, Claudio Godoy, o caso não se refere a apenas um termo que designa a característica de um produto, mas sim ao produto desenvolvido pela autora da autuação. O relator do processo concorda com o fato, afirmando que o direcionamento causa confusão no usuário e prejudica a imagem profissional da vítima.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: Conjur

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.