Facebook muda a forma como apresenta métricas aos anunciantes

Por Ricardo Ballarine | 23 de Fevereiro de 2018 às 11h53
Reprodução
Tudo sobre

Facebook

O Facebook resolveu abrir um pouco a caixa preta que é o entendimento de suas métricas para anunciantes da rede social. Esse esforço visa facilitar a medição da performance das campanhas, até então um pouco confusa para os estrategistas de marketing.

Apesar do alcance ser um dos trunfos do Facebook, as métricas não eram bem avaliadas, inclusive pela própria rede social. Por isso, as medidas anunciadas para ajustar a divulgação de resultados não só traz transparência como também pode reforçar a confiança dos anunciantes.

A principal alteração busca ajudar na compreensão dos resultados, por meio de rótulos colados a cada métrica. A partir de agora, o Facebook vai esclarecer quando uma métrica do anúncio é uma "estimativa" ou se está "em desenvolvimento".

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Edward Gaffney, diretor de Pesquisa de Implementação da agência de publicidade GroupM e membro do Conselho de Medição do Facebook, durante a apresentação dessas medidas, disse que os anunciantes trabalham em cima de estimativas. Segundo ele, é preciso entender que estimativa é apenas isso, "melhor do que um palpite, mas não é a verdade absoluta".

O rótulo "em desenvolvimento" indica que as métricas podem sofrer alterações com o tempo, então servirá como aviso aos anunciantes para não desenvolver estratégias complexas sobre esses resultados.

Sumiço de métricas

O vice-presidente de Ciência do Marketing, Brad Smallwood, disse que algumas métricas devem desaparecer da rede social — 20 delas vão sumir até julho, pois a rede avalia que são redundantes, desatualizadas ou pouco usadas.

É o caso do alcance social (indicação da frequência com que usuários viram um anúncio acompanhado de contexto, como comentários), que pouco muda em relação ao alcance padrão. Os anunciantes não conseguem usar esses diferentes dados para incrementar as campanhas, então uma delas deve ser cortada.

Para fechar o pacote de anúncios, o Facebook vai lançar uma iniciativa chamada Measure What Matters (meça o que importa, na tradução livre), que vai incluir análise de eventos e conteúdo online a fim de ajudar a compreensão do comportamento dos usuários e, consequentemente, a melhorar as campanhas.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.