Review Roomba s9+ | Um robô aspirador eficiente na limpeza

Por Amanda Abreu | Editado por Léo Müller | 16 de Julho de 2021 às 08h00
Ivo/Canaltech

O Roomba s9+ é o robô aspirador topo de linha da iRobot. Com maior poder de sucção de partículas, mapeamento mais preciso, além de uma base própria para coletar a sujeira, ele com certeza pode ser uma ótima opção se está procurando por esse tipo de produto.

Realizei o teste por 7 dias completos e venho trazer a minha experiência de uso para ajudar você em sua escolha. Confira na nossa análise.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Prós

  • Tem excelente sucção das partículas;
  • Esvazia automaticamente o compartimento de sujeira;
  • Suporta assistentes pessoais (Alexa e Google Assistente);
  • Tem design de perfil baixo.

Contras

  • Mapeamento pode ser pouco preciso;
  • Preço alto.

Confira o preço atual do Roomba s9+

Visual e Especificações

O Roomba s9+ continua com o mesmo design de seus irmãos. Com formato oval e perfil baixo, se encaixa em praticamente qualquer ambiente da sua casa sem problemas. Ele também tem um motor mais potente (em comparação com a série 600), garantindo melhor sucção de partículas para manter seus ambientes sempre limpos.

A parte inferior conta com escova de varredura, escova extratora e motor de sucção com filtro. Já na parte superior, temos os botões e a câmera responsável pelo sistema de mapeamento. Inclusive, para que esse sistema funcione corretamente, é necessário ter uma boa iluminação no ambiente. Assim, o Roomba executará as atividades sem nenhum problema.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Esse modelo também conta com uma base própria para esvaziamento da sujeira coletada pelo robô, chamada “Clean Base”. Sempre que um ciclo de limpeza é concluído, ele esvazia seu compartimento interno assim que começar o recarregamento da bateria.

A tecnologia “Dirty Detect” faz com que, em pontos onde o sensor detecte maior acúmulo de sujeira, a limpeza seja concentrada para garantir que não fique nada para trás. Por fim – mas não menos importante –, os sensores antiqueda garantem que o usuário possa utilizar o Roomba em ambientes externos sem nenhum problema. Ele não vai cair da escada, e nem dar um mergulho na sua piscina.

Custando quase R$ 10 mil, entretanto, ele pode acabar se tornando inacessível para grande parte das pessoas, o que considero um ponto negativo do produto.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Usabilidade

O Roomba S9+ pode ser utilizado através de um app próprio ou por meio de assistentes pessoais – Alexa e Google Assistente. O app é totalmente traduzido para o português brasileiro, sendo intuitivo na configuração e no uso. Existem diversas funcionalidades no app, incluindo o acionamento remoto do robô, programação de rotina de limpeza e mais opções.

Acioná-lo através do comando de voz também é muito prático, tendo a possibilidade, inclusive, de solicitar a limpeza em locais específicos já configurados no app próprio.

A IA faz com que o Roomba, sempre que necessário, vá à estação de carregamento caso a autonomia da bateria esteja no fim. Isso garante que, mesmo se o ciclo de limpeza for superior à duração da bateria, o carregamento irá ocorrer garantindo a finalização do processo. A iRobot garante que sua bateria realiza até 1.000 ciclos de limpeza, representando três anos de uso, aproximadamente, sem perder autonomia.

Ele também conta com botões na parte superior – liga/desliga, pareamento e home –, caso queira/precise realizar as tarefas diretamente por ele.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Desempenho

Posso afirmar que a minha experiência com o Roomba s9+ foi muito positiva. Tenho dois cachorros que ficam boa parte do tempo dentro de casa, o que já garante muitos pelos para serem aspirados. Também estou em regime de home office, indo ao escritório somente para gravações ou atividades pontuais. Ou seja: somos em três ficando em casa praticamente o dia inteiro.

Pude testar o robô por 7 dias completos, usando-o sempre na parte da manhã para aspirar toda a casa. Configurei o app próprio e minha assistente pessoal (Alexa) para poder acioná-lo das duas formas, e devo dizer que minha experiência, em ambas as situações, foi muito boa.

Depois de alguns ciclos de aspiração completos, o próprio Roomba desenhou a planta da minha casa com os cômodos já separados, sendo possível dividi-los através de uma barreira virtual configurada no app – e isso é extremamente útil. De verdade!

O Roomba s9+ é um robô aspirador extremamente eficiente na limpeza. Com mapeamento aprimorado e preciso, aliado a um motor com sucção potente, é uma ótima opção para manter a sua casa limpa e organizada no dia a dia.

Enquanto eu estava trabalhando no escritório, podia colocar ele para realizar a limpeza nos outros cômodos sem que isso me atrapalhasse na rotina do dia a dia. Chegava a hora do meu almoço, e eu pedia para ele aspirar somente os cômodos que faltavam, e assim, minha casa estava sempre limpinha. Ele também faz menos barulho que qualquer aspirador convencional que você já conheça ou tenha adquirido, o que torna o uso bastante confortável.

O reservatório de sujeira do Roomba também é muito prático de ser higienizado. Basta abrir a tampa superior e remover o recipiente, permitindo, inclusive, lavá-lo com água corrente. Mas lembre-se: é necessário tirar o filtro antes de fazer esse procedimento.

A “Clean Base”, disponibilizada nesse modelo, é responsável por aspirar a sujeira após o término da limpeza. Segundo a fabricante, tem capacidade máxima para até 30 ciclos, sendo necessário efetuar a troca após esse período.

O único ponto que vale mencionar em relação ao mapeamento é que, em alguns momentos, ele não funcionou muito bem. Em partes onde tinham portas de vidro, por exemplo, o robô acabava ficando “perdido”, sem conseguir se guiar pelo ambiente. Era necessário parar o processo, tirar ele do cômodo, e ligá-lo novamente.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Concorrentes Diretos

Apesar de existirem muitos aspiradores autônomos no mercado, poucos possuem uma base própria para armazenar fora do robô a sujeira coletada. Por isso, o único concorrente direto do s9+ é o Roomba i7+, também da iRobot.

Apesar de ser menos potente, possui grande parte das características de seu irmão, o s9+. O i7+ conta com as versões com e sem a “Clean Base”, configuração através de app próprio e assistentes pessoais, e mapeamento aperfeiçoado.

Conclusão

Há alguns anos, tive a oportunidade de ter um Roomba 614 me auxiliando no dia a dia. Lembro que ele já impressionava pela qualidade da limpeza realizada, mesmo se tratando do robô de entrada da iRobot.

Ao testar o s9+, pude comprovar uma melhoria muito significativa em diversos aspectos do aparelho. A sucção das partículas é feita de maneira muito eficaz, já que o mapeamento garante que o robô passe por todos os cantos do cômodo durante o ciclo, não deixando nada para trás.

A “Clean Base” traz ao usuário o conforto de não ter nenhum contato direto com a sujeira. Aliado ao reservatório lavável, a manutenção se torna menos trabalhosa e desgastante, o que considero ponto positivo.

Infelizmente, o preço não é muito acessível, ainda mais se considerarmos que a bateria tem limite para 1.000 ciclos, representando, aproximadamente, três anos de uso. É possível comprar a bateria à parte por R$ 1.199,99 na loja oficial, o que considero um preço “salgado”.

Se essas questões não forem um problema para você, com certeza a performance do s9+ irá impressionar em todos os aspectos.

E aí, curtiu o Roomba s9+? Então corre no nosso link para fazer a compra com o menor preço.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.