Pesquisadores criam objetos de impressoras 3D com propriedades mecânicas

Por Redação | 13 de Setembro de 2016 às 23h45

A impressão 3D tem colaborado de forma significativa em diversas áreas ao otimizar a construção de peças e materiais, fabricando-as de maneira mais rápida e envolvendo muito menos recursos. No entanto, uma das dificuldades das impressoras 3D é conseguir criar peças que possam ser maleáveis ou que precisem de várias outras para funcionar corretamente. Com este problema em mente, a equipe do Hasso-Plattner-Institut desenvolveu um metamaterial capaz de fazer movimentos repetitivos e direcionais.

O metamaterial depende de uma rede de células internas, desenvolvidas de maneira coordenada e alinhada em padrões específicos para serem capazes de reproduzir diversas propriedades mecânicas. Os pesquisadores exemplificaram o conceito com uma maçaneta e um trinco criados através de uma impressora 3D. Com impressão tradicional, estes objetos precisariam ser montados com diferentes tipos de peças, levando um tempo maior de criação e consistindo em maior dificuldade. No entanto, com o metamaterial é possível criar a maçaneta e o trinco com apenas uma única peça.

Como é possível visualizar no vídeo, os metamateriais permitem girar a maçaneta e contrair as células internas para que o trinco se retraia e assim a porta possa ser aberta. Este material foi impresso de uma só vez, otimizando o tempo, economizando dinheiro e materiais.

Ainda que uma maçaneta feita de plástico não seja exatamente algo que vá ser utilizado pelas pessoas, o conceito é interessante para a criação de objetos que possam ser utilizados no cotidiano das pessoas e possam ser impressos em muito pouco tempo. É possível, por exemplo, criar um alicate de um tamanho específico ou componentes eletrônicos personalizados que podem ser utilizados por assistências técnicas.

Metamaterial

Fonte: Hasso-Plattner-Institut

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.