Fogo Cruzado: app mapeia tiroteios no Rio de Janeiro

Por Ruam Oliveira | 05 de Julho de 2016 às 14h45
photo_camera Anistia.org

As coisas às vezes podem ser tensas no Rio de Janeiro. A 30 dias do início dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a preocupação com a segurança ainda é um fator que deve ser considerado de perto. Pensando em tornar visível as situações de violência que os moradores cariocas enfrentam, a Anistia internacional lançou um aplicativo chamado "Fogo Cruzado", pelo qual os cidadãos poderão construir de forma colaborativa um "mapa dos tiroteios" da capital e também da região metropolitana.

Para "participar", é preciso fazer o download do aplicativo, preencher um formulário e em seguida, caso seja necessário (é claro), registrar um tiroteio no seu bairro ou na região em que está. O aplicativo se encarrega de transformar a informação recebida em uma notificação no mapa da região disponível no site da Anistia. Este mapa ilustra a distribuição geográfica e social da violência armada no Rio. Na descrição do aplicativo, o site afirma que há disponibilidade para ambos sistemas Android e iOS (Mas não há um link ainda de download para o iTunes)

De acordo com a Anistia Internacional, a ideia do app surgiu em 2015 de pesquisas autônomas que contabilizavam tiroteios no Rio por meio de boletins policiais, redes sociais e informações da imprensa.

Até dezembro deste ano o aplicativo funcionará em modo teste nas comunidades Jacarezinho, Manguinhos, Complexo da Maré, Complexo do Alemão, Acari, Cidade de Deus e Morro Agudo (Nova Iguaçu). A intenção é que ele seja melhorado a partir das informações acumuladas durante estes meses.

Átila Roque, diretor executivo da Anistia Internacional aqui no Brasil, disse que o aplicativo não se dispõe a lidar com denúncias de casos específico como homicídio, por exemplo, mas, a partir dos dados obtidos, a iniciativa pretende solicitar informações complementares às autoridades da intenção de compreender melhor o impacto deste tipo de violência na vida cotidiana dos moradores.

O lançamento do app faz parte da campanha que está sendo realizada pela Anistia que leva o título "A violência não faz parte desse jogo!", campanha esta que requer medidas preventivas que evitem violações aos direitos humanos nas operações de segurança no Rio.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.