Desligar o celular uma vez por dia pode melhorar sua performance

Por Felipe Demartini | 14 de Março de 2016 às 13h50

Muita gente não pensa desta maneira, mas o seu celular funciona, basicamente, como o seu computador. Ele também é baseado em processador e memória RAM e também conta com sistema operacional e aplicativos para funcionar. Sendo assim, o smartphone no seu bolso também pode passar pelos mesmos problemas que o PC que você tem na mesa de casa, incluindo lentidão, travamento e outros problemas que não necessariamente estão ligados a falha de hardware.

O problema é que muita gente não vê as coisas dessa forma, principalmente devido à maneira diferente como usamos o nosso celular. A ideia de que ele é um telefone ou um assistente pessoal prevê que o dispositivo esteja ligado durante todo o tempo, recebendo mensagens, emitindo notificações e pronto para receber ligações. São várias formas diferentes de funcionamento acontecendo ao mesmo tempo, e, principalmente nos dispositivos mais modestos, isso implica em uma alta carga sobre o hardware.

Uma dica simples, entretanto, pode resolver boa parte dos problemas: desligar e ligar o dispositivo. Lembra do bom e velho “reinicie o computador para resolver problemas”? Isso também vale para os smartphones, que assim como os PCs, também precisam de uma “descansada” de vez em quando para retornarem funcionando melhor.

Assista Agora: Descubra o jeito certo de criar verdadeiros times de alta-performance e ter a empresa inteira focada em uma única direção.

Desligar

Com tantos aplicativos rodando ao mesmo tempo, realizar o processo pode ser benéfico para que as coisas voltem a funcionar de forma mais adequada. Desligar o aparelho encerra todos os processos e softwares que estejam rodando até mesmo em segundo plano, além de limpar a memória RAM e o cache acumulado depois de dias e dias de utilização.

O mesmo vale também para problemas de conectividade. Da mesma forma que resetar o seu modem, de vez em quando, pode melhorar a qualidade da internet doméstica, realizar esse processo no celular pode ampliar a qualidade das chamadas e resolver falhas na ligação entre o dispositivo e a rede celular, aumentando a velocidade da internet, por exemplo, ou tornando os aplicativos conectados mais funcionais e velozes.

Esse processo normalmente é citado quando o aparelho apresenta travamentos e falhas de funcionamento, mas realiza-lo mesmo que isso não esteja acontecendo é uma boa forma de evitar o problema. Na medida em que o tempo passa e aplicativos melhores vão sendo lançados, o hardware vai ficando defasado. Manter a memória e os sistemas internos do smartphone sempre “limpos” é uma boa maneira de garantir que ele permaneça funcional por mais tempo.

E quanto à bateria?

Aqui, vale a pena desfazer um mito relacionado também à bateria. Se você, ao ler esse artigo, pensou que está fazendo justamente o processo descrito ao deixar seu celular desligado durante a noite para carregar, parabéns. Você está, sim, realizando a limpeza citada. Mas apenas isso, pois o desligamento do dispositivo durante a recarga não tem qualquer efeito na vida útil energética dele.

Bateria - Smartphone

Essa é uma herança do nada saudoso “efeito memória” que era identificado em aparelhos antigos, com baterias de níquel-cádmio (NiCd) ou níquel-hidreto (NiMh). Os de hoje utilizam células de lítio-íon (Li-ion), que podem ser conectadas ao carregador a qualquer momento sem que “lembrem” disso. A programação da quantidade de carga total e restante é feita de maneira eletrônica, e uma vez que o dispositivo atingir seu potencial máximo, ele deixará de puxar energia, mesmo que continue conectado à tomada.

A única diferença entre recarregar o celular ligado ou desligado é que, no segundo caso, a recarga acontecerá mais rapidamente, pois não existirão processos em andamento para consumir energia. O mesmo vale, por exemplo, para o Modo Avião, que deixa o dispositivo funcionando apenas em suas funcionalidades básicas e permite uma recarga mais veloz.

Também é importante destacar que você não precisa deixar o aparelho desligado por muito tempo. Ao contrário dos computadores, os celulares e tablets não contam com uma função “reiniciar”. Entretanto, você pode fazer às vezes desse processo, bastando apenas desativar o dispositivo e, uma vez que esse processo se encerrar, ligá-lo novamente. Um processo que deve tomar, no máximo, um minuto de seu tempo e pode ser feito a qualquer hora do dia.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.