Publicidade

Como escolher um robô aspirador de pó

Por| Editado por Léo Müller | 19 de Janeiro de 2024 às 16h25

Link copiado!

Rafael Damini/Canaltech
Rafael Damini/Canaltech

Um robô aspirador é um bom aliado para manter a limpeza da casa na correria do dia a dia. Mas nem todos funcionam da mesma forma, e alguns têm recursos que outros não possuem. Além disso, há uma grande variedade de preços. O Canaltech preparou um guia para lhe ajudar a entender como escolher um para sua casa.

Força de sucção

Ao contrário do que muita gente pensa, a força de sucção não está diretamente ligada à potência do aspirador. É uma especificação que poucos modelos apresentam em suas fichas, e está ligada ao poder de vácuo. Ela é identificada pela unidade de medida milibar (mbar), e quanto maior, mais forte é o aparelho.

Continua após a publicidade

É verdade que a potência do motor influencia, mas a medição também depende de outros fatores. Você até pode escolher um aspirador robô com mais potência contra um menos potente quando não existe a informação do poder de sucção. Mas não significa que o mais potente realmente vai sugar melhor a sujeira.

O problema, como já mencionei, é que esse dado raramente é informado nas fichas técnicas das fabricantes. E aí o jeito é confiar na potência do motor e torcer para o aspirador robô ter o poder de sucção esperado. Ou procurar análises de especialistas e consumidores para ter uma ideia se ele suga sujeiras maiores.

Tamanho do recipiente de sujeira

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

O recipiente de sujeira geralmente não é um problema tão grande, a meu ver. Até porque o robô aspirador de pó, muitas vezes, é usado em etapas. Mas, se você quer deixar ele rodar a casa inteira, e ela é grande, é melhor procurar um com reservatório de 600 ml para cima.

Além disso, quanto mais animais de estimação você tem, maior pode ser a necessidade de um reservatório grande. Eu tenho um gato em um apartamento pequeno, com um aspirador que tem capacidade de armazenamento de 600 ml e é mais do que suficiente para duas a três limpezas da casa.

Passa pano?

Continua após a publicidade

Nem todo mundo precisa de um robô aspirador que passe pano. Em casas com carpete, por exemplo, tal função não faz muito sentido — a menos que seja usado nos ambientes com piso frio.

O lado bom é que esta funcionalidade não é um fator que aumenta muito o preço do dispositivo. E, como é um recurso presente na maior parte dos modelos mais avançados, é um pouco difícil achar um robô com mapeamento que não passa pano. E o aparelho funciona normalmente sem água ou o pano colocados.

Com ou sem mapeamento?

Continua após a publicidade

Aqui temos talvez a questão mais importante a se analisar. Se você quer um robô aspirador de pó simples, tudo bem. Mas quem já tem alguma experiência com esse tipo de aparelho, o mapeamento do ambiente pode fazer toda a diferença.

Existem dois tipos de mapeamento nos robôs aspirador de pó. O mais simples já faz toda a diferença, pois o dispositivo analisa o ambiente para evitar os obstáculos e aspirar todos os pontos de maneira mais eficiente.

O outro mapeamento, mais completo, grava os ambientes da sua casa e exibe o mapa em um app. E aí você consegue bloquear áreas para o robô não ir, ou pedir para ele aspirar apenas um ambiente específico.

Continua após a publicidade

Independente do tipo de mapeamento que o robô aspirador possui, a eficiência aumenta significativamente. Em vez de rodar aleatoriamente pela casa e limpar a mesma área diversas vezes, ele passa pelos locais por onde precisa e volta para a base quando considera a limpeza concluída.

Existem, ainda, alguns modelos que têm um algoritmo interno para não navegar aleatoriamente pelo ambiente. Eles são um pouco mais baratos que os que têm mapeamento, e ainda sofrem um pouco para limpar com eficiência, especialmente ambientes com muitos obstáculos.

Olho na autonomia

Um robô aspirador não precisa de autonomia muito grande para fazer uma boa limpeza. Em casas menores, ele consegue passar por todos os cantos em cerca de 1 hora sem grandes problemas. E isso é o suficiente mesmo na limpeza aleatória, sem mapeamento.

Continua após a publicidade

Já para casas maiores, o tempo necessário pode ser muito superior. E aí os modelos com mapeamento são essenciais. Muitos conseguem fazer a limpeza completa de casas médias em uma hora e meia. Que é a autonomia média desse tipo de dispositivo.

O que considerar ao escolher um robô aspirador?

Tudo vai depender da sua necessidade, além da possibilidade ou intenção de investir mais em um robô aspirador. Se você quer algo apenas para facilitar a limpeza do dia a dia, um modelo mais básico pode ser suficiente. A limpeza pesada fica para os dias em que você puder se dispor a fazer o serviço por conta própria.

Mas, se você quer realmente evitar ao máximo se dar ao trabalho de varrer e limpar o chão, um modelo mais avançado será necessário. Especialmente se há muitos detalhes na sua casa, como móveis e obstáculos diversos. Além disso, os robôs com mapeamento mais completo permitem bloquear áreas da casa em que ele se perderia com mais facilidade.

Continua após a publicidade

Recomendações de robô aspirador

Pensando nas dicas acima, o Canaltech recomenda três modelos para você ter um ponto de partida. São todos excelentes custo-benefício para a proposta, sendo um mais básico com função de passar pano; um com mapeamento completo do ambiente; e outro mais premium, mas ainda com preço acessível.

Robô aspirador barato

Continua após a publicidade

O Mondial RB-07 é um bom aspirador robô para quem quer um modelo barato que passa pano. É mais um quebra-galho, ideal para quem tem casa pequena e quer aspirar sujeiras mais leves. Não é indicado para quem precisa de algo mais automatizado, pois requer acompanhamento durante o uso.

Robô aspirador com mapeamento

Continua após a publicidade

O KaBuM! Smart 700 é um excelente custo-benefício com mapeamento completo do ambiente. É um produto bastante completo e bem mais em conta do que se principal concorrente. No entanto, seu maior ponto fraco é não limpar e passar pano ao mesmo tempo — algo que, no fundo, não é mesmo muito recomendado.

Robô aspirador premium

Para quem busca algo mais robusto, para ambientes maiores, o KaBuM! Smart 900 é uma ótima opção. Ele é potente, tem mapeamento de ambientes e estação de carregamento e limpeza. Porém, ocupa um pouco mais de espaço, por conta da estação, e só possui uma escova giratória.

Continua após a publicidade