Metal líquido: o próximo nível de impressão 3D

Por Redação | 15.07.2013 às 11:00

Pesquisadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte aumentaram ainda mais as possibilidades oferecidas pela impressão 3D com a descoberta de um método para a impressão de metal líquido.

O pesquisador Michael Dickey e sua equipe usaram uma mistura de liga de gálio e índio, que permanece líquida na temperatura ambiente, para realizar a impressão. Quando o metal entra em contato com o ar, ele desenvolve uma pele fina que é forte o suficiente para manter a forma do líquido.

Por enquanto, os pesquisadores estão utilizando uma seringa para organizar as gotas da liga no formato desejado. O próximo passo será trocar a seringa pelos tubos de uma impressora 3D. "O fato dele [o metal] ser meio líquido permite cercá-lo com outro material, como a borracha, para a fabricação de estruturas metálicas que você pode esticar e deformar", explicou Dickey em entrevista à New Scientist.

A impressão 3D desse metal líquido pode abrir inúmeras possibilidades de criar eletrônicos dobráveis, uma vez que o material não é tóxico e deve ser limpo para uso comercial. Porém, ele certamente não é barato. A mistura custa 100 vezes mais do que o plástico utilizado atualmente em impressoras 3D.