Review Razer Kraken V3 | O headset gamer com som imersivo

Por Jucyber | Editado por Léo Müller | 09 de Dezembro de 2021 às 11h15
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

O headset Razer Kraken V3 chegou ao mercado como uma opção gamer premium que tem como propósito entregar ótima qualidade sonora nas jogatinas. O design arrojado e que remete à versatilidade faz toda a diferença no uso diário.

Por ter o propósito de dar uma experiência de áudio imersivo, o produto chama muito a atenção dos gamers. O conforto aliado com o sistema de personalização da iluminação RGB dão um aspecto mais avançado ao produto.

Mas será que ele consegue equilibrar estilo e qualidade? Vale a pena comprar o headset gamer premium pelo preço cobrado aqui no Brasil? Confira as respostas na análise completa.

Prós

  • Design confortável
  • Boa qualidade sonora
  • Microfone removível

Contras

  • Graves abaixo do esperado
  • Preço

Design e construção

O corpo do Razer Kraken V3 é construído em metal e plástico fosco, e isso dá um aspecto premium para o produto desde o primeiro contato. Além disso, esse formato de construção dá mais segurança para o uso a longo prazo por prometer mais resistência.

Por ele ser um over-ear, — que fica por cima das orelhas — a aparência ajuda a entregar conforto no uso por longos períodos. E essa foi a parte que mais me chamou a atenção nesse aparelho.

As conchas possuem dois materiais distintos, sendo a parte externa em couro sintético e a interna em tecido. Essa escolha diferenciada ajuda a preservar o fone intacto por mais tempo, já que o suor em contato com o pano que possui melhor absorção pode evitar a deterioração rápida do aparelho.

Haste com regulagem do Razer Kraken V3 (Imagem: Ivo/Canaltech)

A haste também possui couro sintético na parte externa, com a palavra “Razer” marcada. Internamente, o arco é revestido em pano que dá maciez, principalmente para quem não possui cabelo.

O topo do Razer Kraken V3 é muito acolchoado e o uso por várias horas não gera incômodo. Nas laterais, é possível regular a altura da haste em 8 níveis diferentes, e a abertura do fone é flexível, o que evita uma “pressão” na cabeça.

Na lateral esquerda da concha, existem dois botões para regular o volume do fone e mutar o microfone quando necessário. O fato de esses controles estarem no headset ao invés de no cabo facilita o acesso rápido.

Botões físicos do Razer Kraken V3 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Um grande diferencial desse headset é o microfone, pois essa parte do periférico é removível. Dessa forma, o uso será opcional e de acordo com a necessidade de cada usuário. O acessório tem um tamanho compacto, e é flexível.

O cabo tem conexão do tipo USB-A — a padrão de pendrives e outros dispositivos — e isso faz com que o funcionamento dele seja no formato plug and play. O fio é grande e revestido em tecido para aumentar a resistência.

Além disso, o Razer Kraken V3 é compatível com Windows, macOS, Playstation e Nintendo Switch, quando está no formato de uso com a dock. Isso demonstra a versatilidade de uso que o público tem com esse periférico.

Por fim, em ambos os lados do fone existem LEDs externos com diferentes opções de coloração, que podem ser definidas no software da empresa, que é instalado no computador para dar mais opções de personalização.

Cabo USB-A de 2 metros do Razer Kraken V3 (Imagem: Ivo/Canaltech)

"O Razer Kraken V3 foi pensado em quem quer passar horas com o headset sem sentir desconforto. Ele é acolchoado em diversas partes e o acabamento com alguns detalhes em metal dá um aspecto premium muito atrativo ao aparelho."

— Jucyber

Qualidade de som

Considerando que o foco do headset Razer Kraken V3 é ser gamer e não ser um fone de ouvido premium para audiófilos, o dispositivo surpreende por cumprir bem o seu papel de entregar uma qualidade de áudio agradável.

O som é bom, mas existem pontos que poderiam ser aprimorados pela fabricante para dar ainda mais potência na experiência sonora. Um exemplo prático disso são os graves, já que em games mais violentos — como GTA V — a força das frequências menores nas explosões faz falta.

Entretanto, os drivers de 50 mm são muito competentes para reproduzir sons médios e agudos. Isso demonstra que o headset seria capaz de suportar tonalidades diferenciadas sem apresentar distorções.

O Razer Kraken V3 tem uma ótima qualidade de áudio (Imagem: Ivo/Canaltech)

Algo que me chamou a atenção no Razer Kraken V3 foi a inteligência do sistema em videochamadas. O volume de um vídeo ou música em reprodução é abaixado ao acessar o Google Meet, por exemplo, para que o foco seja maior na reunião.

Dessa forma, é possível continuar escutando o que estava em segundo plano sem atrapalhar a compreensão da mensagem por voz e vídeo. Já o microfone também tem uma ótima captação, pois ele consegue identificar a voz muito bem e isolar os ruídos para que a comunicação não seja afetada.

Ouvir o microfone do Razer Kraken V3 com ruídos externos

"O microfone do Razer Kraken V3 surpreende pela qualidade que consegue entregar, pois consegui fazer reuniões quando muitos barulhos externos — incluindo a furadeira do vizinho — estavam em reprodução. A minha comunicação fosse completamente abafada pelos ruídos inoportunos."

— Jucyber

Razer Synapse

O Razer Kraken V3 funciona no formato plug and play, sendo identificado pelo Windows assim que é conectado na entrada USB. E nesse momento software Razer Synapse é instalado, com foco em permitir a administração de dispositivos da marca e dar acesso a alguns recursos complementares.

Nesse programa, existem diversos ajustes que podem ser feitos para melhorar a experiência de uso, que vão desde a parte estética até o áudio. No entanto, o layout do software não me agrada muito, pois existe uma sobreposição de menus que não são intuitivos.

Entre as opções mais interessantes do Razer Synapse está a aba “Studio”, onde existem diversos ajustes nas cores reproduzidas no LED do fone. As animações também podem ser trocadas para que o funcionamento seja mais personalizado.

Além disso, o menu “Áudio” permite o acesso ao recurso “Melhoria”, no qual existem equalizações pré-definidas do som que podem ser usadas. Porém, existem diversas possibilidades de uso da área para deixar a sonoridade da maneira mais agradável aos ouvidos.

Ficha Técnica

  • Comprimento do cabo: 2 metros;
  • Peso: 332 gramas, incluindo o cabo;
  • Entrada de áudio USB-A;
  • Driver: 50 mm;
  • Resposta de frequência: 20 Hz – 20 kHz;
  • Impedância: 32 Ohms de sensibilidade (96 dB);
  • Microfone tipo removível;
  • Padrão de captação do microfone: cardioide (unidirecional);
  • Resposta de frequência: 100 Hz – 10 KHz.

 

Concorrente direto

O principal concorrente do Razer Kraken aqui no Brasil é o Logitech G PRO X. Esse headset gamer premium traz diversas semelhanças com o produto analisado neste texto, como o som surround 7.1 com foco em dar uma imersão maior.

A construção deles também é bem próxima, já que os detalhes em metal e plástico estão presentes nos periféricos. Além disso, o conforto alcançado e o driver de 50 mm são características que podem fazer o público ficar bem confuso em relação a qual modelo escolher.

Logitech G PRO X (Imagem: Divulgação/Logitech)

Entretanto, o software Logitech G Hub me agrada mais por ocupar menos espaço no armazenamento interno do PC, bem como para configuração do áudio. Isso porque os recursos de equalização são mais fáceis de ajustar, além de existirem opções focadas em categorias de games e não em tipos de conteúdo, como o Razer Synapse.

Em relação ao preço, o Logitech G PRO X normalmente é encontrado nas varejistas por um valor próximo de R$ 1.100, que é um pouco acima do sugerido para aquisição do Razer Kraken V3.

O Razer Kraken V3 vale a pena?

O Razer Kraken V3 é uma ótima opção de headset gamer premium. A fabricante popular no mercado de periféricos voltados para jogadores conseguiu acertar nos aspectos gerais desse fone de ouvido.

Para quem gosta de produtos com alto nível de conforto, ele é ótimo. As conchas acolchoadas e o arco com almofadado permitem que o uso por longas horas não cause desconforto, mesmo para os gamers mais exigentes.

O headset tem uma ótima qualidade sonora, seja para ouvir músicas, assistir a séries ou jogar, que é o principal objetivo desse produto. O som surround 7.1 dá um formato de áudio muito particular e imersivo para o periférico e torna a experiência de uso em games ainda melhor pela clara percepção das ações executadas.

Razer Kraken V3 (Imagem: Ivo/Canaltech)

O Razer Kraken V3 vale muito a pena para aqueles usuários que querem e podem gastar um pouco mais para ter um ótimo aparelho em mãos. Por achar o valor de quase mil reais exorbitante, acredito que ele fique mais interessante quando o preço cair no mercado nacional.

Apesar de a marca já ter anunciado que o Razer Kraken V3 chegará ao Brasil por R$ 999, a comercialização do produto só começará em janeiro de 2022. Por este motivo, ainda não é possível encontrá-lo nas varejistas do país.